Mayra é ouro em Varsóvia

Com uma campanha impressionante, a brasileira Mayra Aguiar, de apenas 16 anos, conquistou o melhor resultado do Brasil na temporada 2008 de torneios europeus. Mayra, da categoria até 70kg, conquistou neste domingo a medalha de ouro na Copa do Mundo de Varsóvia, na Polônia. Mayra derrotou atletas do mais alto nível, como medalhistas olímpicos e do circuito europeu.

Mayra fez quatro lutas. Estreou contra Ewa Wiwatowska, da Polônia, com vitória por ippon. No segundo combate bateu a espanhola Cecilia Blanco, por ippon. Cecília Blanco conquistou neste ano a prata na Super Copa do Mundo de Paris e na Copa do Mundo de Budapeste e é a segunda colocada no ranking mundial da categoria. Em seguida, na semifinal, o feito mais impressionante. Mayra venceu por ippon a italiana Ylenia Scapin, que tem no currículo dois bronzes olímpicos, conquistados em Atlanta-1996 e Sydney-2000, além de três bronzes em mundiais e 11 medalhas de ouro em copas do mundo. Na decisão, venceu por yuko a chinesa Dou Shumei, bronze na Super Copa do Mundo de Hamburgo, realizada na semana passada.

Mayra, medalha de prata nos Pan do Rio de Janeiro-2007, destacou a sua evolução. “Eu sabia que um título como esse poderia acontecer na minha carreira, mas não tão breve. Estou muito feliz. Sinto que evoluí muito desde o ano passado, principalmente na parte tática. Os intercâmbios e treinos na Europa ajudaram muito a complementar o trabalho que faço diariamente na Sogipa”, diz ela, que faz parte do mesmo clube que os campeões mundiais João Derly e Tiago Camilo.

Também neste domingo competiram Edinanci Silva (-78kg), Priscila Marques (+78kg), Tiago Camilo (-81kg), Eduardo Santos (-90kg) e Walter Santos (+100kg). A equipe masculina competiu na Copa do Mundo de Praga, na Republica Tcheca. Destaque para Edinanci Silva, que terminou na quinta colocação e Eduardo Santos, que foi sétimo.

As copas do mundo de Praga e Varsóvia encerraram a fase de torneios do Brasil na Europa. Além do ouro de Mayra, Tiago Camilo e Leandro Guilheiro foram bronze na Super Copa do Mundo de Hamburgo e Sarah Menezes bronze na Copa do Mundo de Budapeste.

Pelo critério estabelecido pela Confederação Brasileira de Judô, será o titular em Pequim o atleta que tiver melhor desempenho nos torneios europeus, de forma a privilegiar aquele mais competitivo internacionalmente e que, dessa forma, esteja mais habilitado a trazer melhores resultados nas Olimpíadas. Este sistema misto de seleção (seletiva nacional e avaliação de resultados internacionais) é adotado pela CBJ desde 2006, no masculino, e desde 2007, no feminino. Os nomes dos 14 titulares nos Jogos Olímpicos serão anunciados antes do embarque da equipe para treinamento no Japão, dia 21 de março.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário