Ex-campeã Miesha Tate acredita que Holm pode vencer Cyborg

Norte-americana vê ex-rival com maiores chances de destronar a brasileira, atual campeã peso pena

Tate (foto) acredita em Holm contra Cyborg (Foto: Reprodução/Facebook MieshaTate)

Tate (foto) acredita em Holm contra Cyborg (Foto: Reprodução/Facebook MieshaTate)

O duelo entre Cris Cyborg e Holly Holm, marcado para o dia 30 de dezembro, pode marcar o maior teste da carreira da brasileira. Quem acredita nisso é Miesha Tate, ex-campeã peso galo e responsável pela primeira derrota de Holm em sua carreira. A ex-lutadora acredita que sua antiga rival pode surpreender a atual dona do cinturão peso pena, ampla favorita nas apostas, no UFC 219.

Veja Também

H. Holm (foto) provocou Cyborg (Foto: Reprodução Facebook Holly Holm)
Holm alfineta ‘resmungo’ de Cyborg sobre testes antidoping
Bang recebeu sentença de prisão (Foto: Reprodução/Youtube/UFC)
Lutador é condenado por aceitar propina em luta do UFC
Bisping é azarão contra Gastelum (Foto:Reprodução/EaSportsUFC)
Bisping é azarão contra Gastelum nas apostas para o UFC China

Em entrevista ao programa de rádio “MMA Tonight”, a norte-americana elogiou Holm e disse que a capacidade da ex-rival de usar ângulos e se desvencilhar da trocação franca pode ajudá-la contra Cyborg.

“De todas as possíveis oponentes de Cyborg no momento, acho que Holly Holm tem as melhores chances. A razão pela qual eu digo isto é que, se Cyborg partir para cima com tudo, como Ronda fez com Holly, acho que Holm pode usar ângulos, “cortar” o octógono e contra-atacar. Ela tem um contra-ataque incrível e, com seu chute alto, pode botar qualquer menina para dormir. Do ponto de vista de estilos, essa luta é muito, muito interessante “, apontou a ex-campeã.

Após duas derrotas para a então campeã Ronda Rousey, Tate recebeu nova chance pelo cinturão do UFC em 2016, quando enfrentou Holm no UFC 196. Ela estava perdendo para a então dona do cinturão, quando encaixou um mata-leão no quinto round e se tornou a nova campeã. Após perder para Amanda Nunes na sua primeira defesa do título, Tate se aposentou após derrota para Raquel Pennington no UFC 205, em novembro do ano passado. Desde então, tem se dedicado a comentar lutar e iniciou uma agência para empresariar atletas.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário