Conheça três lutadores que se lesionaram em suas trajetórias pelo octógono

Anderson Silva, José Aldo e Vitor Belfort são alguns atletas que sofreram graves lesões antes e durante suas lutas no UFC

Octógono antes da entrada dos atletas. Foto: Facebook / ufc

Nos últimos anos, o MMA se tornou uma modalidade de destaque nos esportes, assim como o futebol. É comum, em dias de lutas, grupos se reunirem em bares, restaurante e até mesmo em suas casas esperando o início do show.

Muitos profissionais da área começaram a lutar buscando a forma física perfeita, pois a cada treino até 900 calorias podem ser queimadas! Mas, nem tudo é benefício dentro do octógono, como aponta o ortopedista e traumatologista de medicina esportiva Roberto Ranzini, professor da Universidade Metodista de São Paulo, ao falar sobre as contusões de todos os tipos sofridas pelos atletas.

O Brasil é reconhecimento em nível mundial do MMA por nomes famosos que fizeram história dentro do esporte. Entre eles, 3 lutadores e campeões mundiais sofreram sérios danos enquanto lutavam ou se preparavam para o octógono.

#1 Anderson Silva

Fratura de Anderson (dir.) foi uma das cenas mais fortes e marcantes de 2013. Foto: UFC

Anderson Silva, também conhecido como Spider por suas técnicas de luta dentro do octógono, foi protagonista de umas das mais chocantes e graves fraturas no esporte. Na revanche pelo título dos médios, em 2013, contra o americano Chris Wiedman, Anderson, ao aplicar um golpe no joelho do adversário, acabou com a tíbia da perna esquerda quebrada – uma imagem chocante e assustadora.

Mesmo tendo sofrido com a fratura em 2013 e ter passado por cirurgias e sessões de fisioterapia, Spider retornou aos octógonos apenas um ano após o acidente para manter sua célebre carreira. A equipe administradora do site de apostas NetBet sport diz que receberam inúmeros acessos de torcedores que acreditavam na vitória de Anderson Silva após o campeão ter voltado aos ringues.

#2 Vitor Belfort

Belfort (foto) quebrou a mão contra Wand. Foto: Inovafoto

 Belfort iniciou sua carreira cedo. Aos 19 anos já estava a caminhos dos Estados Unidos para sua primeira luta profissional de MMA, que venceu após 12 segundos ao levar o adversário a nocaute. Sua primeira derrota aconteceu um ano após sua primeira luta, em 1997, por nocaute técnico.

Vitor fraturou a mão esquerda na preparação para enfrentar o adversário com quem nutre grande rivalidade, Wanderlei Silva, e relata o acidente como uma das grandes tragédias da sua vida. Não só pela dor e gravidade do acidente, mas também por ter ficado incapaz de seguir com uma das lutas mais importantes de sua carreira.

#3 José Aldo

J. Aldo sofreu uma lesão no joelho Foto: Reprodução/Instagram @ufcbrasil

Aldo iniciou sua carreira nos octógonos no ano de 2008 no Arco Arena do Sacramento na Califórnia, contra o atleta Alexandre Nogueira e obteve vitória no impasse. Apenas um ano após se lançar como atleta profissional, Aldo recebeu o prêmio de lutador do ano e, no ano seguinte, conquistou o prêmio World MMA Awards, mantendo o posto em escala mundial.

José Aldo recentemente sofreu uma lesão no joelho que causou uma grave infecção na área enquanto treinava para enfrentar uma das últimas lutas de sua carreira contra o adversário Alex Volkanovski pelo título do peso-pena. Aldo disse, em entrevista, que está se recuperando bem e tem feito o possível para receber liberação médica para comparecer à luta.

Não importa o que aconteceu com esses três grandes campeões, eles seguem em frente. São exemplos de que, no caminho à vitória, algumas decepções devem ser enfrentadas. Mas, os fortes são capazes de superar as perdas e aprender com elas. É exatamente o caso dos três guerreiros acima!

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário