Daniel Cormier afirma que duelo contra Stipe Miocic pode ser seu último

Campeão dos pesados volta a relatar seu desejo de abandonar o MMA e seguir rumo à aposentadoria; atleta defende cinturão em agosto

D. Cormier confirma estar próximo da aposentadoria. Foto: Reprodução/Instagram @dc_mma

O campeão peso pesado (até 120.2kg.), Daniel Cormier, afirmou que o fim de sua carreira está próximo. O atleta de 40 anos informou a possibilidade de aposentar as luvas após a realização da luta contra Stipe Miocic, em agosto, pelo UFC 241. A notícia foi dada em entrevista recente ao ‘TMZ Sports’. Esta será a segunda defesa de cinturão de Cormier pelos pesados.

Veja Também

Vídeo: Filho de Anderson Silva estreia com vitória por nocaute no Muay Thai
Fedor renova com Bellator e russo terá turnê de despedida do MMA
Guto Inocente vence albanês Francesco Xhaja no WGP 55

“Eu sempre disse que eu lutaria até fazer 40 anos, o que aconteceria no dia 2 de março. Mas eu não consegui lutar lá, então eu adiei um pouco. Só quero ir lá e fazer meu trabalho”, disse o lutador.

Daniel não pôde lutar em março, como era de sua vontade, devido a uma lesão nas costas, que o afastou dos treinamentos. Com isso, o atleta não entra ao octógono desde que realizou sua primeira defesa de título, quando encarou o compatriota Derrick Lewis, em novembro do ano passado, pelo UFC 230, em Nova York (EUA).

Sem entrar em um combate profissional há sete meses, DC ainda afirmou que está longe da sua forma física ideal. Segundo o atleta, caso o duelo acontecesse hoje, ele sairia derrotado pelo ex-campeão, Stipe Miocic. O norte-americano, no entanto, tem mais dois meses de preparação até o encontro, que acontece em 17 de agosto.

“Se você me perguntar hoje, eu provavelmente não poderia derrotar Stipe Miocic. Eu não estou em forma. Mas ainda estou apenas começando. Eu estou apenas trabalhando e tentando perder alguns quilos. Eu tenho vivido uma vida muito confortável desde novembro. Tenho trabalhado na televisão, aproveitando minha família, ensinando Wrestling. Eu tenho muito trabalho pela frente para voltar onde eu preciso estar”, afirmou Daniel.

Caso Cormier cumpra sua vontade e se retire de vez do MMA, o atleta frustrará os planos de diversos entusiastas das artes marciais mistas, que gostariam de assistir à uma terceira peleja entre ele e seu maior rival, Jon Jones. Os atletas, que são inimigos pessoais, já sinalizaram em algumas ocasiões o desejo de voltarem a dividir o octógono. A decisão de DC, porém, pode colocar fim em uma das maiores rivalidades da história das lutas.

Atualmente Daniel está com 40 anos e soma em seu cartel profissional 24 lutas, uma derrota e um combate sem resultado. As únicas vezes em que Cormier não saiu vencedor de um embate foram justamente em encontros com Jones. Um, em 2015; e outro, em 2017.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário