Renato Moicano quer espetáculo em luta com ‘Zumbi Coreano’: ‘Luta do ano!’

Brasileiro quer apagar derrota para José Aldo em fevereiro, e prevê grande apresentação contra adversário neste sábado

R. Moicano (foto) quer dar espetáculo contra ‘Zumbi Coreano’. Foto: Reprodução / Facebook @ufc

O nocaute sofrido para José Aldo já é página virada para Renato Moicano. Para recuperar a boa fase na divisão dos penas (até 65,7kg.) o lutador planeja uma grande apresentação contra Chan Sung Jung, o ‘Zumbi Coreano’, em duelo que acontece neste sábado (22), no UFC Greenville. As informações foram concedidas em entrevista recente ao ‘Combate’. O brasileiro, atualmente, ocupa a quinta posição no ranking da categoria.

Saiba mais

Daniel Cormier afirma que duelo contra Stipe Miocic pode ser seu último
Vídeo: Filho de Anderson Silva estreia com vitória por nocaute no Muay Thai
Fedor renova com Bellator e russo terá turnê de despedida do MMA

”Ele é um cara com estilo agressivo e é uma luta para dar prêmio da noite, luta do ano. Eu quero isso, eu quero dar show”, disse Renato.

Apesar de reconhecer que seu adversário está longe do patamar de seu último oponente, o brasileiro acredita que uma boa vitória pode voltar a dar projeção em sua carreira diante dos penas. Para Moicano, o passado de Chan dentro do UFC pode ajudá-lo a sonhar com uma disputa pelo cinturão no futuro.

“Ele é um cara duro. É um cara que não está tão bem ranqueado por não ter lutado tanto nesses últimos três anos, mas é um cara que é duro. Eu sempre peço para o UFC para lutar com os melhores, e eu acho que ele vai dar uma projeção muito grande para meu nome”, afirmou o atleta.

O ponto alto da carreira do sul-coreano aconteceu no ano de 2013, quando Sung se credenciou para enfrentar José Aldo, na época dominante na divisão, pelo cinturão. No entanto, à época, não houve surpresas no resultado. O ‘Campeão do Povo’ conseguiu um nocaute no quarto round do embate e manteve seu título.

Para Renato, encarar um ex-desafiante ao cinturão da categoria é, no entanto, promover a possibilidade de voltar ao topo da categoria. Além disso, o brasileiro confirmou que sua derrota para Aldo serviu de aprendizado para a vida como atleta, fazendo com que retornasse mais forte para o futuro.

“Essa luta (contra Aldo) me ensinou que a gente entrou ali, tem que ir até o final sem pensar. Você tem que executar o movimento, você não pode se envolver. Essa é a palavra. A gente tem que estar focado, a gente tem que respeitar o adversário sempre, mas não pode se envolver na luta. E acho que foi isso que eu aprendi”, confessou o lutador.

Moicano estreou pelo UFC em 2014. Desde então, o atleta atuou pela organização em sete oportunidades, vencendo cinco e saindo derrotado em duas. O brasiliense já conquistou um prêmio de ‘Performance da Noite’, em 2018, quando derrotou o norte-americano Cub Swanson por finalização no primeiro round, no UFC 227, nos Estados Unidos. Em seu cartel profissional, Renato, de 30 anos, soma, ao todo, 16 lutas, com 13 vitórias, uma derrota e um empate.

Seu adversário, de 32, já se apresentou em 19 oportunidades, com 14 triunfos e cinco reveses.

Programas de lutas do UFC Greenville

CARD PRINCIPAL (21h, horário de Brasília):
Peso pena: Renato Moicano x Zumbi Coreano
Peso galo: John Lineker x Rob Font
Peso meio-médio: Bryan Barberena x Randy Brown
Peso mosca: Andrea Lee x Montana De La Rosa
Peso médio: Kevin Holland x Alessio Di Chirico
Peso palha: Ashley Yoder x Syuri Kondo
CARD PRELIMINAR (18h, horário de Brasília):
Peso pena: Dan Ige x Kevin Aguilar
Peso leve: Matt Wiman x Luís Peña
Peso pesado: Allen Crowder x Jairzinho Rozenstruik
Peso mosca: Molly McCann x Ariane Lipski
Peso médio: Deron Winn x Adversário a ser anunciado
Peso galo: Andre Ewell x Anderson Berinja

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário