Rafael Lovato vence Gegard Mousasi e conquista cinturão dos médios do Bellator

Multicampeão no jiu-jitu, faixa-preta norte-americano venceu ex-UFC em uma apertada decisão dos juízes (48-47, 47-47, 48-47)

Lovato (dir.) bate Mousasi e leva cinturão do Bellator. Foto: Divulgação / Twitter

A divisão de médios do Bellator tem um novo campeão. O norte-americano Rafael Lovato Jr travou uma dura batalha contra Gegard Mousasi, mas ao final de 25 minutos, venceu o antigo dono do cinturão na decisão majoritária dos juízes (48-47, 47-47, 48-47). O duelo  aconteceu na edição de número 223 do show, realizado neste sábado (22), em Londres, na Inglaterra.

Saiba mais

UFC Greenville: Zumbi Coreano vence Renato Moicano por nocaute em apenas 58 segundos
VÍDEO: Assista o nocaute do Zumbi Coreano sobre Renato Moicano no UFC Greenville

“O trabalho da minha vida e todo o meu coração foram mostrados hoje à noite. É impossível para mim colocar tudo isso em palavras. Estou transbordando de emoção… O azarão fez isso hoje à noite! Tenho muitas pessoas para agradecer, mas por enquanto, eu só quero agradecer aos que acreditaram em mim e que estavam comigo esta noite. Agora, finalmente, é hora de relaxar”, escreveu o faixa-preta em sua conta no Instagram após o triunfo.

A luta

Especialista em jiu-jitsu, Rafael começou a luta disposto a levar o duelo para o solo. Ele conseguiu derrubar Mousassi nos dois primeiros assaltos e abriu frente nas papeletas dos juízes, apesar de não conseguir brechas para finalizar.

Lovato voltou a derrubar Rafael no início do terceiro round. Entretanto, Mousasi fez a reversão e castigou o norte-americano por cima., com vários socos.

Gegard continuou impondo seu ritmo no quarto assalto e, mantendo a peleja em pé, conectou bons golpes e esteve perto do nocaute.

Com a disputa de cinturão totalmente indefinida, o quinto round iria definir o vencedor. Rafael Lovato rapidamente derrubou Mousasi e trabalhou por cima. Ele avançou em posições e dessa vez também usou socos para somar pontos e garantir o título da divisão.

Erick Silva também perde

Além de Gegard Mousasi, outro ex-UFC deixou o Bellator 223 derrotado. O brasileiro Erick Silva encarou o inglês Paul Daley e foi superado na decisão unânime dos juízes (29-27, 29-27, 29-27).

A fase do atleta capixaba não é boa. Depois de deixar o UFC em 2017, ele finalizou Nick Barnes no LFA 45, em julho do ano passado. De contrato assinado com o Bellator, ele debutou no show em fevereiro deste ano, mas perdeu por pontos para Yaroslav Amosov. Agora, ele soma o segundo revés consecutivo na organização.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

Deixe um comentário