Dana comenta chance de Borrachinha lutar pelo título: ‘Tem que disputar o cinturão’

Presidente do UFC elogia atuação do atleta na vitória sobre Romero e acredita na possibilidade de vê-lo lutando pelo título

D. White em coletiva de imprensa do UFC. Foto: Reprodução/YouTube UFC

O brasileiro Paulo Borrachinha cumpriu um grande feito ao bater o respeitado Yoel Romero neste sábado (17), pelo UFC 241, em Anaheim (EUA). Após bater o cubano por pontos em uma verdadeira batalha, o mineiro encheu os olhos do presidente do Ultimate, Dana White, que afirmou a real possibilidade de o atleta enfrentar o vencedor entre Robert Whittaker e Israel Adesanya. A declaração foi concedida em entrevista após o evento.

Veja Também

Vídeo: Melhores momentos de Nate Diaz x Anthony Pettis no UFC 241
Combate entre Borrachinha e Romero fatura prêmio de ‘Luta da Noite’
VÍDEO: Assista o nocaute de Stipe Miocic sobre Daniel Cormier no UFC 241

“Quando alguém vence da maneira que Borrachinha venceu, certamente esse cara merece uma chance de lutar pelo cinturão”, disse Dana.

A expectativa para o duelo entre o brasileiro e o cubano era tão grande que, em certos momentos, chegou a ofuscar a luta principal da noite, representada pela disputa de cinturão entre Daniel Cormier e Stipe Miocic. O combate entre Paulo e Yoel era muito aguardado pelos entusiastas do MMA pelo fato de, além de se tratar do confronto entre dois atletas de extrema qualidade, ter sido cancelado em três oportunidades diferentes.

Quando finalmente se encontraram, os combatentes fizeram valer a espera e travaram uma batalha digna de aplausos. O embate, inclusive, foi premiado pela organização como a ‘Luta da Noite’.

Borrachinha subiu ao octógono para encarar o segundo colocado do ranking, atrás apenas dos campeões Robert Whittaker (linear) e Israel Adesanya (interino). O mineiro também defendia sua invencibilidade na carreira, que, agora, dura 13 lutas (11 por nocaute). Havia, também, uma diferença considerável na idade dos dois lutadores. A terceira, no entanto, não foi um fator motivante visível para a derrota de Romero, pois o cubano vendeu caro a derrota e, após o anúncio oficial de Bruce Buffer, ficou revoltado com a decisão dos juízes.

Os campeões, Whittaker e Adesanya têm combate marcado para o dia 6 de outubro, na luta principal do UFC 243, na Austrália. O confronto representará a unificação do cinturão e, após o resultado, o vencedor deve dar a oportunidade de Paulo enfrentá-lo.

Aos 28 anos, antes do card deste final de semana, Borrachinha figurava na sétima posição entre os médios (até 83,9kg.). Após o triunfo, o atleta adentrou definitivamente à elite da categoria e deve aguardar pelo resultado do combate entre os campeões para assinar um contrato para um novo embate.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário