Empresário cogita Davis e Bader como adversários de Shogun e explicação negação por Glover

Mauricio Shogun ficou sem adversário para sua luta no UFC 149 quando Thiago Silva sofreu uma lesão nos treinamentos, na última semana, e ficou fora de ação. A partir daí o Ultimate e a equipe do lutador iniciaram a procura de um novo oponente para encarar ex-campeão dos meio-pesados.

Com poucas opções de adversário, pois vários atletas estão contundidos, o empresário de Shogun, Julio Heller, já trabalha com a possibilidade do UFC alterar cards de outros eventos para casar o próximo rival de seu cliente.

“O nome do Rashad Evans foi conversado, mas ele está contundido. O Minotouro a mesma coisa. O sueco Gustafsson era um outro nome, mas parece que quebrou a mão e só volta em outubro”, disse Heller, que citou os nomes de Phill Davis e Ryan Bader, que já tem lutas marcadas no UFC.

“Para a gente, no momento, só ficaria Phill Davis, que vai lutar com o brasileiro Wagner Caldeirão no UFC on FOX 4, em agosto, e o Ryan Bader, que pega o Lyoto no mesmo evento. Mas ainda acho que essas lutas podem ser mexidas. O UFC 149 é pay-per-view, o UFC on FOX é na TV aberta americana. Mas isso é apenas o que está passando pela nossa cabeça. Estamos aguardando ainda o UFC”, completou.

O empresário ainda fez questão de explicar porque sua equipe negou a luta contra o brasileiro Glover Teixeira, que havia sido a primeira opção para substituir Thiago Silva. Para Heller, a luta contra Glover, que estreou na organização com vitória no último dia 26, não acrescentaria um degrau na carreira de Shogun para uma nova oportunidade de disputar o título do UFC.

“Nosso projeto é o cinturão. Por isso, a ideia é lutar com rivais que estão entre os tops da categoria”, encerrou o empresário.

Agora, Mauricio Shogun aguarda a definição da organização para conhecer seu adversário no UFC 149, evento que acontece dia 21 de julho, em Calgary, no Canadá.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário