Joanna Jedrzejczyk revela dificuldades para lidar com hematomas e admite ter se divertido com memes

Ex-campeã das palhas fala sobre ferimentos, que deformaram seu rosto após o UFC 248, quando foi derrotada por Weili Zhang

J. Jedrzejczyk mostra o rosto quase totalmente recuperado do confronto contra W. Zhang. Foto: Reprodução/Instagram @joannajedrzejczyk

Em 7 de março, os fãs de MMA puderam se deliciar com uma grande apresentação entre as mulheres. Pelo UFC 248, Weili Zhang e Joanna protagonizaram uma verdadeira guerra no octógono em disputa pelo título das palhas (até 52,1kg.). A polonesa acabou derrotada e a imagem de seu rosto desfigurado após o confronto rodou o mundo. A atleta, em entrevista ao ‘MMA Fighting’, falou sobre as dificuldades em lidar com os hematomas e relatou ter se divertido com ‘memes’ feitos pelo público.

Veja Também

IMAGENS FORTES: Lutadores que tiveram o rosto deformado após duros combates
Ultimate oferece Justin Gaethje a Ferguson como substituto de Khabib no UFC 249
Tony Ferguson se manifesta sobre possível ausência de Khabib no UFC 249: ‘Está se escondendo’

“Sempre existe um lado ruim na profissão. Odeio. Detesto isso. Quero cuidar da minha saúde. Ser uma atleta, estar nesse esporte, isso muda seu corpo, sua cabeça e sua mente. Muda como me pareço e como ando. Me custou muitos sacrifícios, mudanças no meu corpo, mas ainda sou uma mulher. Quero ser atraente. Quero ser mãe no futuro, então quero sempre cuidar da minha saúde”, disse a peso palha.

Embora participe de um esporte que já foi considerado de exclusividade masculina, a polonesa afirmou que os tempos mudaram e que a mulher, a cada ano, ganha mais força e reconhecimento dentro de uma modalidade altamente violenta.

“Honestamente, sei que sou de esporte de homem, mas não acho que exista um esporte para uma garota ou um esporte para um cara. O mundo é livre, estamos no século XXI. Sou uma pessoa muito limpa, e gosto de manter minha estética limpa. Tomo cerca de quatro ou cinco banhos por dia. Sou muito feminina, então odeio quando estou assim, mas esse é o preço que temos que pagar”, explicou a ex-campeã.

Por fim, a combatente comentou as brincadeiras que circularam envolvendo sua imagem deformada no octógono. Engana-se, no entanto, quem pensa que os ‘memes’ irritaram ou magoaram a atleta.

“Ainda existem alguns machucados, mas estava rindo dos memes depois da minha luta. Apesar de me afastar das mídias sociais, ainda estava rindo. Mas a partir do dia seguinte, o inchaço na minha testa diminuiu e não pude ver com meu olho esquerdo por dois dias. Eu tinha uma visão de apenas 5% no meu olho esquerdo, foi bem difícil”, finalizou a polonesa.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário