UFC 148: Anderson Silva nocauteia Chael Sonnen e cala rival

Anderson Silva castiga Chael Sonnen no solo para defender o cinturão do UFC.

Foram quase dois anos de espera para Anderson Silva, novamente, mostrar que é o melhor peso médio da atualidade. Diante de Chael Sonnen, o brasileiro se recuperou de um início ruim e derrotou o norte-americano por nocaute técnico no segundo round, defendendo cinturão dos pesos médios do Ultimate. O combate foi a luta principal do UFC 148, evento realizado, neste sábado (07), em Las Vegas, nos Estados Unidos.

LEIA MAISEmocionado, Tito Ortiz chora ao entrar para o Hall da Fama do UFC

O programa de lutas do show contou ainda com mais quatro brasileiros em ação, que deixaram o octógono com duas vitórias e duas derrotas. Rafaello Trator e Demian Maia venceram Dong Hyun Kim e Yoislandy Izquierdo. Mas Gleison Tibau e Fabrício Morango foram superados por Khabib Nurmagomedov e Melvin Guillard, respectivamente.

Anderson nocauteia e cala Sonnen
Se a espera foram de quase dois anos, a luta durou pouco mais que oito minutos. O falastrão Chael Sonnen até começou bem e dominou a luta no primeiro round, quando logo no início da disputa encurtou a distância e derrubou Anderson. A partir daí, o norte-americano aplicou um castigo no Spider durante cinco minutos, passando a guarda, montando e soltando socos e até tapas com a mão aberta.

Já no início do segundo round veio a redenção de Anderson. Sonnen novamente tentou derrubar, mas Silva conseguiu se defender e manter a luta na trocação.

O brasileiro mostrou a velha confiança de sempre e, assim como na primeira luta, abaixou a guarda, recebendo socos do adversário. Mas quando Sonnen tentou um soco rodado, Anderson se esquivou brilhantemente e Chael caiu sentado.

Com o oponente no chão, Anderson soltou uma joelhada no corpo do norte-americano, seguido de vários socos até o árbitro interromper a disputa.

“Vamos mostrar a ele que o Brasil tem gente educada, vamoas aplaudir o cara também”, disse Anderson, abraçando Sonnen e pedindo ao público local. E ele ainda provocou o rival: “se quiser ir a um churrasco na minha casa, fique à vontade”.

Por sua vez, Chael, visivelmente frustrado, reconheceu o triunfo de Anerson. “Ele é um verdadeiro campeão”, elogiou.

Tito Ortiz luta bem, mas se aposenta com derrota
Os norte-americanos Tito Ortiz e Forrest Griffin chegaram para o fechamento da trilogia entre eles com uma vitória para cada lado em duelos bastante equilibrados. E nesta noite não foi diferente.

Na última luta de sua carreira, Tito começou disposto a se despedir com vitória do UFC e logo no início derrubou Forrest, aplicando alguns golpes por cima e controlando bem o primeiro round.

Assim como no primeiro assalto, Ortiz começou melhor e quase nocauteou Griffin no início do segundo round. Tito aplicou um soco de direita, que conectou no queixo de Forrest, que foi ao chão.

Mas com o passar do tempo, o preparo físico pesou e Griffin foi subindo no combate e dominando a luta.

Na metade do último assalto, Tito ainda conseguiu mais um knockdown e ficou por cima castigando o oponente, porém, mais uma vez o preparo físico pesou e Ortiz se tornou um alvo fácil nos instantes finais.

Demian Maia estreia com vitória nos meio-médios
Depois de um momento ruim nos pesos médios, o faixa-preta Demian mostrou que pode dar trabalho entre os meio-médios. Na estreia na nova categoria, o brasileiro voltou as suas origens e logo encurtou a distância diante de Dong Hyun Kim, chegando as costas do adversário. Com o adversário cinturado, Demian buscou a queda, mas o sul coreano acabou caindo de mal e Maia foi para a montada. A partir dai o brasileiro aplicou alguns socos e forçou o árbitro a interromper a disputa.

Confira abaixo os resultados completos do UFC 148:

Card Principal 

Anderson Silva derrotou Chael Sonnen por nocaute técnico no R2;
Forrest Griffin derrotou Tito Ortiz na decisão unânime dos juízes;
Cung Le derrotou Patrick Cote na decisão unânime dos juízes;
Demian Maia derrotou Dong Hyun Kim por nocaute técnico a 47s do R1;
Chad Mendes nocauteou Cody McKenzie a 31s do R1;
Mike Easton derrotou Ivan Menjivar na decisão unânime dos juízes;

Card Preliminar

Melvin Guillard derrotou Fabricio Morango na decisão unânime dos juízes;
Khabib Nurmagomedov derrotou Gleison Tibau na decisão unânime dos juízes;
Constantinos Philippou derrotou Riki Fukuda na decisão unânime dos juízes;
Shane Roller derrotou John Alessio na decisão unânime dos juízes;
Rafaello Trator derrotou Yoislandy Izquierdo na decisão unânime dos juízes.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário