Khabib prevê retorno em setembro, mas não é otimista sobre fim da pandemia

Campeão dos leves afirma que pode voltar ao octógono no fim do ano, no entanto, coloca em dúvida se crise de saúde vai ter acabado até lá

K. Nurmagomedov acredita que pode enfrentar T. Ferguson em setembro. Foto: Reprodução/Instagram @khabib_nurmagomedov

O adiamento da luta entre Khabib Nurmagomedov e Tony Ferguson em função do coronavírus decepcionou muitos fãs de MMA ao redor do mundo. Considerado um dos encontros mais aguardados da história recente das artes marciais mistas, a batalha entre o russo e o norte-americano, no entanto, pode ter uma nova data em breve – desde que a situação da pandemia seja regularizada. Em suas redes sociais, o campeão dos leves (até 70,3kg.) voltou a sugerir uma data, mas fez ressalvas quanto às questões de segurança.

Veja Também

Após contrair coronavírus, Roger Gracie faz alerta: ‘É preciso conscientizar’
Popó arrecada R$ 90 mil em leilão de cinturão da WBA
Ronda Rousey dispara contra ‘falsos fãs’ da WWE e afasta retorno ao telecatch

“Ainda não estamos em setembro, embora seja difícil acreditar que tudo estará terminado até lá, mas uma pessoa séria disse: ‘Em tempos de paz é necessário preparar-se para a guerra”, escreveu o ‘Águia’.

Khabib foi bastante criticado por uma parcela dos fãs depois que anunciou que não participaria do card marcado para 18 de abril. Restando pouco mais de duas semanas para a realização do evento, o atleta confirmou que estaria impossibilitado de viajar para fora da Rússia devido ao fechamento das fronteiras do país como medida preventiva à proliferação da COVID-19.

Depois do anúncio, o atleta já havia sinalizado que estaria apto a retornar ao octógono em agosto ou setembro, após de cumprir o ramadã (período de 30 dias em que os muçulmanos praticam jejum), que acontece entre 23 de abril e 23 de maio. Durante este período, o russo permanece fora de treinamentos e, ao fim, pode retomar à rotina de atleta.

O Ultimate chegou a promover Justin Gaethje para o lugar de Nurmagomedov na batalha contra Ferguson. O embate valeria o cinturão interino da categoria, mas, na última semana, o alto escalão da ‘ESPN’ – responsável por transmitir as lutas do UFC – fez com que Dana White recuasse e paralisasse as atividades de sua empresa por tempo indeterminado.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments