Empresário admite que Yoel Romero poderia ter enfrentado Chris Weidman no UFC 250

Responsável por administrar carreira do cubano, Malki Kawa confessa que conversou com Ultimate para reeditar confronto de 2016; evento foi cancelado em função da pandemia do coronavírus

Y. Romero (foto) negociou para enfrentar C. Weidman no UFC 250, que aconteceria em 9 de maio. Foto: Reprodução/Facebook UFC

Muitas fãs de MMA se lembram da grande vitória de Yoel Romero sobre Chris Weidman em novembro de 2016. O que poucos sabem é que o Ultimate esteve próximo de confirmar a revanche entre o norte-americano e o cubano para o UFC 250, que aconteceria em 9 de maio – inicialmente em São Paulo. Segundo o empresário de Romero, Malki Kawa, havia negociações para reeditar o confronto, mas a peleja acabou não saindo do papel por conta da paralisação das atividades do Ultimate em função da pandemia do coronavírus.

Veja Também

Khabib prevê retorno em setembro, mas não é otimista sobre fim da pandemia
Após contrair coronavírus, Roger Gracie faz alerta: ‘É preciso conscientizar’
Popó arrecada R$ 90 mil em leilão de cinturão da WBA

“Eles nos ofereceram (Chris) Weidman para sua próxima luta, mas Yoel (Romero) tinha uma lesão no osso orbital do olho, e eu estava esperando para ver se conseguia liberá-lo para lutar em 9 de maio, e eles cancelaram o evento”, disse o empresário em um bate-papo ao vivo com fãs em suas redes sociais.

Quando se encontraram pela primeira vez, Chris e Romero viviam situações completamente diferentes em suas carreiras. Enquanto o cubano vinha de uma sequência de sete vitórias consecutivas, Weidman havia perdido recentemente o posto de campeão da categoria, mas ainda era um grande nome entre os médios (até 83,9kg.).

Quase quatro anos depois, os combatentes amargam um retrospecto negativo em suas últimas apresentações. Malki, então, sugeriu que o embate poderia acontecer na divisão dos meio-pesados (até 93kg.), dependendo do período de preparação disponibilizado pela organização.

“Ele talvez enfrente Weidman no 93kg. (meio-pesado), ou qualquer um de 93kg, dependendo de quanto tempo tivermos para nos prepararmos. Se não, ele vai lutar com 84kg.”,afirmou Kawa.

Ex-campeão dos médios, Weidman não atua desde outubro do ano passado, quando decidiu se testar na divisão de cima e acabou batido por Dominick Reyes por nocaute no primeiro round.

Romero, por sua vez, recentemente disputou o cinturão dos médios. Mesmo vindo de duas derrotas consecutivas, o cubano foi o escolhido como adversário de Israel Adesanya para a primeira defesa de título do nigeriano. Yoel foi derrotado na decisão unânime dos juízes em uma luta muito criticada pelos fãs do esporte.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments