Sonnen aceita derrota e descarta recurso contra Anderson

Anderson aplica joelhada em Sonnen

Scott McQuarry, técnico de Chael Sonnen, afirmou, no início desta semana, que entraria com recurso na Comissão Atlética de Nevada, entidade que sancionou a luta, para anular a vitória de Anderson Silva sobre seu pupilo, devido a joelhada aplicada pelo brasileiro, que segundo o treinador foi ilegal. Mas, ao que tudo indica, Sonnen é contra a atitude de McQuarry e não deve recorrer da derrota.

“Yves Lavigne é um ótimo juiz. Se ele tomou essa decisão não há desculpas”, disse Sonnen, em entrevista ao site norte-americano MMA Fighting. “A decisão do árbitro e esse é o tipo de decisão que não devemos recorrer. Só posso responder com joelhadas na hora da luta. Parte de competir é que você tem que saber perder. É realmente fácil ganhar, mas você tem que saber como perder”, completou o lutador.

Entenda a regra
De acordo com as regras unificadas do MMA, um lutador não pode acertar joelhadas ou chutes no rosto de um adversário que estiver sentado, deitado ou com pelo menos três apoios no chão.

No momento em que Anderson desferiu o golpe, Sonnen estava sentado, o que impossibilitava ser acertado no rosto. O golpe pegou em cheio no peito de Chael, mas parte da coxa do brasileiro atingiu o rosto do norte-americano, o que poderia ser considerado como ilegal. Mas o árbitro Yves Lavigne considerou o golpe legal e deixou o combate prosseguir, e logo depois Anderson encerrou o combate com uma série de socos no chão.

Notícias relacionadas