Pego de surpresa, Lee cria teoria para justificar contratação de Chandler pelo UFC

Norte-americano elogia atleta ex-Bellator, mas acha que ele terá problemas para se consolidar entre os melhores do peso leve

K. Lee analisa chegada de M. Chandler ao UFC. Foto: Reprodução/Instagram

A novela sobre o futuro de Michael Chandler foi encerrada com o lutador sendo integrado ao UFC e a chegada do ex-campeão do peso leve do Bellator já incomoda alguns atletas. Anteriormente, Patrício Freire comentou a respeito e, dessa vez, Kevin Lee também resolveu opinar.

À emissora norte-americana Sirius XM, ‘Motown Phenom’ informou que era apenas uma questão de tempo até Chandler ser contratado, o elogiou, porém acredita que ele terá trabalho na nova casa. Além disso, Lee ainda criou uma teoria para justificar o fato do atleta ter sido escolhido para ficar de stand-by para a aguardada luta entre Khabib Nurmagomedov e Justin Gaethje, válida pelo cinturão dos leves, no UFC 254.

“Já imaginava que o UFC fosse contratar Chandler. Ele é um competidor e quer se testar. Só não entendo Chandler ser o reserva imediato de Khabib x Gaethje, na Ilha da Luta. Acho que essa é uma maneira do UFC humilhar o Bellator. Seria como ‘vamos colocar Chandler contra Khabib para ser dominado’, porque, assim, Dana tiraria uma onda com a cara de Scott Coker. Chandler é muito bom e treina com vários atletas do UFC, mas a grandeza das lutas é diferente. É por isso que o UFC o colocou em um combate grandioso logo em sua estreia. Os holofotes do UFC são diferentes do Bellator. Não importa o que Chandler faz nos treinos ou em qualquer outra luta, porque nunca disputou uma desse tamanho e com tantas pessoas assistindo. Ele é bom o suficiente para estar entre os cinco primeiros, mas não sei se é bom o suficiente, aos 34 anos, para ser campeão”, disse Chandler.

Número dez no ranking dos leves, Lee considera Chandler apto para surpreender Gaethje, mas não Khabib e epressou o desejo de enfrentar o ex-Bellator no futuro.

“Contra Gaethje, Chandler pode ter alguma chance, mas, contra Khabib, não. Ele é muito pequeno para os leves. Espero que Chandler consiga essa luta pelo cinturão e, depois de perder, eu poderia enfrentá-lo no meio do próximo ano. Nunca sabemos o que vai acontecer, mas acompanho Chandler há muito tempo. Seria uma boa luta”, finalizou.

A última aparição de Kevin Lee, no octógono, aconteceu em março de 2020, diante de Charles Oliveira. Na ocasião, o norte-americano, além de não bater o peso da categoria, foi finalizado. Atualmente, ele segue em recuperação, devido a uma cirurgia no joelho.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments