UFC demite Jon Fitch, Caldeirão, Jorge Santiago e mais 12 lutadores

Organização dispensou 15 atletas e cortou drasticamente o número de atletas sob contrato

Caldeirão (foto), Fitch,  Santiago e mais 12 são demitidos do UFC.

Caldeirão (foto), Fitch, Santiago e mais 12 são demitidos do UFC.

O UFC enxugou drasticamente seu plantel de lutadores. Nesta quarta-feira (20), a organização demitiu 15 atletas que tinham contrato em vigência. São eles: Jon Fitch, Wagner Caldeirão, Mike Russow, Vladimir Matyushenko, Che Mills, Jay Hieron, Terry Etim, Paul Sass, Jorge Santiago, Mike Stumpf, Simeon Thoresen, C.J. Keith, Motonobu Tezuka, Josh Grispi e Ulysses Gomez. Todos foram derrotados em seus últimos combates.

A maior surpresa ficou por conta da saída de Jon Fitch. O norte-americano, que durante anos foi considerado segundo melhor lutador da divisão de meio-médios, chegou a disputar o cinturão da categoria em 2008 e era o nono colocado no ranking oficial do UFC.

Entre os brasileiros, Jorge Santiago lutou no último final de semana, no UFC on FUEL 7, mas a fraca atuação diante de Gunnar Nelson rendeu sua terceira demissão do UFC. Já Caldeirão se apresentou na última vez no UFC São Paulo, em janeiro, quando foi derrotado por Ildemar Marajó. Anteriormente, o atleta da Team Nogueira já havia lutado com Phil Davis em duas oportunidades, tendo um No Contest (luta sem resultado) e uma derrota.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments