Charles do Bronx rebate críticos que o acusavam de sucumbir em lutas importantes | SUPER LUTAS

Charles do Bronx rebate críticos que o acusavam de sucumbir em lutas importantes

Novo campeão dos leves, brasileiro comemora nova fase da carreira, agora, com o cinturão dos leves

C. do Bronx (foto) se tornou o segundo brasileiro a conquistar o título dos leves. Foto: Reprodução/Facebook @ufcbrasil

A vitória imponente de Charles do Bronx na luta principal do UFC 262 significa mais para o brasileiro do que apenas conquistar o cinturão dos leves (até 70,3kg.). Depois de atropelar Michael Chandler e assumir o trono do grupo, o brasileiro tem um recado importante para os que o acusavam de sucumbir em lutas importantes. Na coletiva após o show, o campeão falou sobre o assunto.

Veja Também

“É engraçado. As pessoas, quando vêm aqui para lutar, tentam entrar na minha cabeça de alguma forma. O Michael (Chandler) falou o tempo inteiro que quando as pessoas me batiam eu recuava, não aguentava a pressão. Ele viu isso há quantos anos? Passou. É uma nova era, um novo Charles, um novo momento. Eu venho provando e falando isso para todo mundo. Não fica falando do passado. Vamos falar do presente. O presente são nove vitórias seguidas. Ou nocauteio ou finalizo. Não venho para brincar”, disparou o paulista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O triunfo diante de Chandler comprovou a grande fase do brasileiro na carreira. Temido por seu jiu-jitsu de excelência, Do Bronx provou, mais uma vez, que vai muito além de seu talento na ‘arte suave’. Para bater o rival, o brasileiro ‘abriu a caixa de ferramentas’ e atropelou o oponente com um nocaute no segundo round.

Novo dono do cinturão, Charles espera continuar a fazer história dentro do UFC. Neste sábado, o brasileiro colocou fim na ‘Era Khabib’, assumindo o posto deixado pela lenda russa, que se aposentou invicto em outubro de 2020.

Com mais um resultado positivo, Charles ampliou sua série invicta na organização. O campeão não sabe o que é perder desde o revés para Paul Felder, em dezembro de 2017.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments