Dan Hardy revela que Síndrome de Wolff-Parkinson-White o tirou do UFC on FOX 7

Arritmia cardíaca rara é a doença que motivou o corte do lutador inglês

Dan Hardy

Dan Hardy foi diagnosticado com a rara Síndrome de Wolff-Parkinson-White. Foto: Josh Hedges/UFC

Uma lesão foi a justificativa apresentada pela organização do Ultimate ao anunciar o corte de Dan Hardy do UFC on FOX 7, no próximo dia 20 de abril. Porém, o próprio atleta inglês veio a público, por meio de sua conta no Twitter, esclarecer que o diagnóstico de Síndrome de Wolff-Parkinson-White foi a causa de seu afastamento.

A Síndrome de Wolff-Parkinson-White é uma arritmia cardíaca rara que atinge em média quatro a cada 100 mil pessoas. Apesar do diagnóstico simples e da existência de tratamento médico, a WPW, como é conhecida, pode levar à morte em alguns casos por excesso de exercícios ou esporte.

De acordo com Hardy, a Comissão Atlética da Califórnia (CSAC) foi quem não o autorizou a lutar. Tão logo foi anunciado o corte do britânico do evento, o UFC divulgou sua substituição pelo canadense Jordan Mein, no combate contra Matt Brown.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments