Comissão Atlética da Califórnia defende escolha de juiz para luta entre Melendez e Bendo

Comissário da entidade defendeu a escolha de Wade Vierra, associado à academia em que Gilbert Melendez treina, como jurado do combate

Jurado associado à academia de Gilbert Melendez (dir.) causou polêmica. Foto: Josh Hedges/UFC

Jurado associado à academia de Gilbert Melendez (dir.) causou polêmica. Foto: Josh Hedges/UFC

Nos últimos dias, a lisura no processo de escolha dos juízes para o UFC on FOX 7, por parte da Comissão Atlética da Califórnia, entidade de sancionou o evento, tem sido questionada entre os fãs de MMA – devido ao fato de que Wade Vierra, único jurado que deu vitória para Gilbert Melendez no combate contra Ben Henderson, é associado à mesma academia onde o último campeão do Strikeforce treina. Diante disso, o comissário da entidade, Andy Foster, se manifestou na última segunda-feira (23), defendendo a escolha Wade para a função.

“Eu escolho pessoas que sabem o que estão vendo. Eu não vou escolher funcionários públicos de novo para serem jurados nas lutas da Califórnia. Eu tenho dois faixas marrons e um faixa roxa sendo juízes em uma luta pelo título, e todos eles tem experiência em trocação. Você não pode pedir por nada melhor que isso”, disse Foster, em entrevista ao site MMA Junkie.

O comissário ainda esclareceu que, segundo a política de ética da entidade, todos os jurados são questionados sobre eventuais situações que possam interferir em sua capacidade de julgamento para os combates que são escalados. O representando ainda afirmou não ver problema com as marcações definidas pelos juízes. Ao término dos cinco rounds, Ben Henderson venceu Gilbert Melendez por decisão divida (48-47, 48-47 e 47-48) e defendeu pela terceira vez o título da divisão dos leves do UFC.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments