Com grande atuação, Sheymon Moraes nocauteia atleta da Sérvia no card preliminar da PFL 9 | SUPER LUTAS

AO VIVO

Siga o UFC Las Vegas 37 com 2 brasileiros. AO VIVO!

Com grande atuação, Sheymon Moraes nocauteia atleta da Sérvia no card preliminar da PFL 9

Em combate bastante equilibrado, o brasileiro mostrou talento e derrotou Lazar Stojadinovic pela via rápida na primeira parte do evento dessa sexta (27)

S. Moraes e L. Stojadinovic fecharam o card preliminar da PFL 9 Foto: Instagram

Único representante do Brasil no card preliminar da PFL 9, Sheymon Moraes deu show no decágono na noite dessa sexta (27). O peso pena aplicou um lindo nocaute em Lazar Stojadinovic e se consolidou como um dos grandes nomes da divisão dos penas (até 65,7kg). O espetáculo aconteceu no Sominole Hard Rock Hotel em Hollywood, Flórida (EUA).

Sheymon Moraes consegue a sua segunda vitória consecutiva e mesmo fora da semifinal do torneio dos penas (até 65,7kg), o brasileiro se mostra como um dos atletas mais perigosos da categoria. O lutador tupiniquim possui um cartel de 13 triunfos e cinco reveses no MMA.

Por outro lado, Stojadinovic sofre a sua segunda derrota consecutiva e liga o ‘sinal de alerta na carreira’. O lutador da Sérvia agora marca 14 triunfos e nove reveses em seu histórico profissional.

Veja Também

A LUTA

Ao soar do gongo, o brasileiro acertou um lindo chute no rosto do seu adversário que logo o prensou na grade novamente. O forte jogo de clinch do oponente de Sheymon, incomodava bastante o sérvio. O europeu acertou um belo cruzado em Moraes que não ficou parado e passou a circular para evitar a blitz. Empolgados com o confronto, os dois atletas pareciam ‘acordados’ a seguir com a trocação franca entre eles. O brasileiro acertou uma joelhada precisa na linha de cintura de Stojadinovic, que claramente, mostrou que sentiu.

Em seguida, o atleta tupiniquim acertou um cruzado, que pegou em cheio na testa do seu rival e foi o suficiente para derrubá-lo. O atleta da Sérvia caiu ajoelhado com as mãos na cabeça e o árbitro determinou o fim do combate depois de alguns golpes do brasileiro.

Chris Camozzi derrota Cory Hendricks e emplaca duas vitórias consecutivas

C. Camozzi x Cory Hendricks na encarada antes do evento Foto: Instagram

Marcado pelo equilíbrio, a etapa inicial se desenrolou todo na luta em pé. Os dois atletas usavam bem o boxe seguido do chute baixo para pontuar. Em algumas oportunidades, Hendricks tentou, sem sucesso, botar a luta para baixo. Camozzi resistia as investidas de Cory com bons cruzados e uppers.

Após sofrer (e sentir) um golpe despretensioso no início do round, Hendricks tentou derrubar Camozzi, mas, de forma atabalhoada, o próprio Chris tentou a queda e acabou caindo por baixo. Após excelente transição, Cory quase pegou o pescoço do seu oponente mas perdeu a posição de forma incrível. Hendricks mais uma vez tentou uma finalização e deixou escapar quando esteve bem próximo de conseguir. O assalto terminou com os dois atletas exaustos no solo.

Os dois lutadores retornaram para a última parcial aparentando bastante cansaço. Camozzi era mais agressivo, porém, Hendricks levava muito perigo nos contragolpes. O combate caiu drasticamente de nível com os dois lutadores demonstrando estarem esgotados fisicamente. Sobrou aos atletas trocarem golpes no centro de decágono na esperança de nocautear o seu oponente. O duelo seguiu de forma arrastada até o fim.

Veterano das artes marciais mistas, Camozzi consegue a sua segunda vitória consecutiva e agora possui o histórico no MMA de 27 triunfos e 15 reveses. Por outro lado, Cory Hendricks sente pela primeira vez o ‘gosto amargo’ de uma derrota com as luvas da PFL. O combatente possui um cartel iregular no esporte de oito resultados positivos e quatro negativos

Em duelo animado, Anthony Dizy derrotou Jesse Stirn por pontos

A. Dizy derrotou J. Stirn   Foto: Instagram

Após um início de mais estudo do que ação, Dizy logo mostrou as suas credenciais e colou Stirn na grade para tentar derrubá-lo. Com um jogo ‘enjoado’, Anthony seguia com o seu oponente preso à grade, porém, sem conseguir levá-lo ao solo. Com muita movimentação, Stirn buscava sair do raio de ação do seu rival e acertar o tempo dos golpes.

Mais agressivo no segundo round, Dizy começou tentando manter a luta em pé, mas, logo encostou Stirn de novo no clinch e o levou para o solo. O francês logo passou a guarda e montou no seu oponente, que tentava em vão resistir as investidas. Perigoso nas transições, Dizy passou a buscar o pescoço, mas, seguiu apenas com o controle posicional. O assalto terminou com o lutador europeu controlando completamente o combate.

Com boa movimentação, Stirn melhorou consideravelmente no combate, passou a acertar boas combinações em Dizy que, ciente da desvantagem, voltou a usar o jogo de clinch para travar a luta. Aparentando estar mais inteiro no combate, Jesse seguia abusando do jogo de pernas, usava os chutes baixos para atacar o francês e circulava pelo decágono. Desgastado, Anthony não tentou mais nenhuma investida até o fim do combate.

Após ser derrotado em sua estreia na organização, Anthony Dizy conhece a sua primeira vitória com as luvas da PFL. O lutador francês possui o cartel de 14 triunfos e quatro reveses. Também em seu debute na empresa, Jese Stirn não conseguiu ter a sua mão levantada e agora marca 11 resultados positivos e cinco negativos no esporte.

Bobby Moffett venceu Jason Knight na decisão unânime dos juízes

B. Moffett derrotou J. Knight Foto: Instagram

Jason Knight começou o confronto acertando bons socos no rosto de Bobby Moffet que chegou a responder com um belo chute alto. Bobby logo botou para baixo, mas, foi surpreendido por uma tentativa de triângulo invertido por parte de Knight. Jason golpeava a costela do seu oponente com muita força enquanto tentava ajustar a posição. Moffett travava o combate no chão enquanto sofria com os socos acertados pelo seu adversário. No minuto final, os dois atletas ficaram novamente de pé. Mostrando mais disposição, Bobby terminou o round acertando boas combinações e chutes baixos em Jason.

Os dois atletas voltaram ‘a mil por hora’ para o segundo assalto. Tomando as rédeas das ações, Moffet buscou o clinch e botou a luta para baixo. Com a guarda passada, Bobby travava o seu adversário enquanto golpeava suas costelas. Jason tentou levantar mas logo ‘controlado’ novamente pelo ‘Homem Lobo’ que continuou com a mesma estratégia. Com as costas no chão, Jason era presa fácil e não demonstrava condições de sair da posição.

Após sofrer com a luta agarrada no segundo assalto, Jason surpreendeu e tentou derrubar Moffett, mas, em uma transição errada, acabou caindo de costas no chão novamente. Novamente por cima, Bobby seguia dominante no combate. Mesmo sem ser contundente, o ‘Homem Lobo’ travava o seu adversário no solo e pontuava com alguns golpes no corpo. Nos segundos finais, os dois atletas se levantaram, mas, não houve tempo para maiores investidas

Com o triunfo, Moffett afasta a ‘zica’ que o acompanhava em sua carreira. O ‘Homem Lobo’ vinha de três derrotas consecutivas e agora marca 14 vitórias e seis reveses na carreira. Estreando na PFL, Jason Knight começa a sua caminhada na organização com o ‘pé esquerdo’ e passa a marcar 21 resultados positivos e sete negativos no esporte.

Alejandro Flores derrotou Carl Deaton na decisão unânime dos juízes

C. Deaton x A. Flores Foto: Instagram

Os primeiros dois minutos do combate foram praticamente só de estudo entre os atletas. Após acertar um cruzado em Deaton, Flores foi para cima do seu oponente, que conseguiu fugir da pressão. Carl tentava encurralar Alejandro, que respondia com bons contragolpes que entravam limpo no seu adversário. Sem muitas emoções, o primeiro assalto não deixou grandes lembranças.

No retorno do confronto, Flores começou a explorar os pisões no joelho de Deaton que respondia com alguns golpes na linha de cintura. Em um dos contragolpes, Carl acertou um belo cruzado que derrubou Flores, que esperto, rapidamente se levantou. Determinado a assumir o controle do combate, Alejandro passou a ser mais agressivo, poré, não conseguia achar o tempo dos ataques para acertar Carl. O ‘El Gallito’ acertou um belo chute na costela e outro no rosto do seu rival, antes do fim do combate.

Na última parcial, continuava o equilíbrio do confronto. Flores usava uma estratégia mais reativa enquanto Deaton controlava o centro do octógono, mesmo que, com pouca efetividade. A intensidade do combate caiu de forma consideravel, os dois atletas passaram a atacar pouco e esperar uma brecha dada pelo seu oponente. No minuto final, Deaton tentou mudar o nível do combate e colocar Alejandro para baixo, porém, não obteve sucesso.

Aos 30 anos, Flores consegue a sua vigésima vitória (terceira seguida) na carreira e forma seu cartel junto com três derrotas. Voltando de longo tempo afastado dos combates, Carld Deaton sofreu o seu segundo revés consecutivo e agora marca 15 resultados positivos e cinco negativos no esporte.

Brandon Jenkins nocauteia Jacob Kilburn com uma joelhada voadora

J. Kilburn x B. Jenkins Foto: Instagram

Os dois atletas iniciaram o combate na trocação franca. Mudando o ritmo, Kilburn encostou Jenkins grade, tentou o clinch mas sem sucesso. Jacob tomava o controle das ações, porém, Brandon respondia com boas combinações de cruzados e uppers. Quando o round caminhava pela sua metade, Jenkins acertou uma linda joelhada voadora que levou o seu oponente ao nocaute de forma imediata. Fim do primeiro combate da noite.

Estreando na PFL de forma brilhante, Brandon Jenkins agora possui um cartel de 15 vitórias e sete derrotas no MMA. Também debutando na organização, após passagem pelo UFC, Jacob Kilburn sofre o seu terceiro resultado negativo em sequência e agora marca oito triunfos e nove reveses no esporte.

RESULTADOS DA PFL 9

CARD PRINCIPAL

Peso pena: Brendan Loughnane x Movlid Khaybulaev (semifinal)

Peso pena: Chris Wade x Bubba Jenkins (semifinal)

Peso meio-pesado: Antônio Cara de Sapato x Emiliano Sordi (semifinal)

Peso meio-pesado: Cezar Mutante x Marthin Hamlet (semifinal)

CARD PRELIMINAR

Peso pena: Sheymon Moraes x Lazar Sojadinovic

Peso meio-pesado: Chris Camozzi derrotou Cory Hendricks na decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 29×28)

Peso pena: Anthony Dizy derrotou Jesse Stirn na decisão unânime dos juízes (29×28, 29×28, 29×28)

Peso pena: Bobby Moffett derrotou Jason Knight na decisão unânime dos juízes (29×28, 29×28, 29×28)

Peso pena: Alejandro Flores derrotou Carl Deaton na decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29, 29×28)

Peso leve: Brandon Jenkins derrotou Jacob Kilburn por nocaute a 2m56s do R1

 Qual o futuro de Anderson Silva e Vitor Belfort no Boxe?



Para acompanhar nossa transmissão ao vivo, clique no ‘auto faltante’ tire o ‘mudo’ do player acima

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments