Depois de derrota para Tibau, John Cholish anuncia sua aposentadoria

Questão financeira foi a razão apontada pelo norte-americano para justificar sua retirada do esporte

J. Cholish reclamou da remuneração dos atletas do Ultimate. Foto: Josh Hedges/UFC

J. Cholish reclamou da remuneração dos atletas do Ultimate. Foto: Josh Hedges/UFC

O norte-americano John Cholish foi fiel a sua promessa, de se aposentar independentemente do resultado de sua luta no UFC no Combate 2, e anunciou o término de sua carreira após ser derrotado pelo brasileiro Gleison Tibau, neste sábado (18), em Jaraguá do Sul (SC). Em entrevista ao site MMA Junkie logo após o combate, Cholish afirmou que a questão financeira foi fundamental em sua decisão.

“Tenho a sorte de ter um trabalho que me remunera muito bem. Eu respeito demais os caras que luta nestee nível. Eu acho que eles poderiam ser compensados ​​muito melhor com base na renda que o UFC leva. Felizmente, eu posso simplesmente parar e estou bem com isso”, declarou o, agora, ex-lutador.

John ainda fez um apelo à organização para que remunere melhor os atletas que tem sob contrato. “Eu não quis dizer isso de uma maneira desrespeitosa para com os outros lutadores, porque eu acho que eles fazem um ótimo trabalho. Mas espero que Zuffa (responsável pela gestão do Ultimate) e o UFC comecem a pagá-los um pouco melhor”, finalizou.

John Cholish, de 28 anos, iniciou sua carreira profissional em 2007, com derrota para Jason Patino. Depois disso conquistou todas as oito vitórias que possui de maneira consecutiva – até ser derrotado para Danny Castillo, em maio do ano passado. Em sua última aparição no octógono, no UFC no Combate 2, o faixa roxa de Renzo Gracie foi finalizado por Gleison Tibau.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments