Penúltimo dos estados com comissão atlética nos EUA regulamenta o MMA

Nova York passa a ser a última comissão atlética que não permite o MMA

Penúltimo dos estados com comissão atlética nos EUA regulamenta o MMA

O vice-presidente de assuntos regulatórios do UFC comemorou a conquista em Connecticut.

Dos cinquenta e um estados norte-americanos, dois deles (Montana e Alasca) não possuem comissões atléticas ou leis que abordem o MMA, liberando ou vetando. No restante, quarenta e sete já tinham regulamentado a prática do MMA em seus territórios. Nesta semana, este número aumentou em mais um.

O estado de Connecticut aprovou nesta quarta-feira a regulamentação do MMA. A lei havia sido aprovada na Câmara dos Deputados por 117 votos a 26, no dia 7 de maio. Na última quarta-feira (05), o MMA saiu vitorioso na votação no Senado Estadual. No total, 26 senadores de Connecticut votaram a favor da liberação da prática do esporte enquanto outros nove parlamentares vetaram. O governador do estado Dannel Malloy ainda irá assinar a lei de liberação.

“Hoje (ontem) é realmente um grande dia para o esporte”, disse Marc Ratner, vice-presidente de assuntos regulatórios do UFC, após a votação no Senado de Connecticut. “Eu quero que as pessoas entendam que existem 47 estados com comissões atléticas que aprovaram o esporte e dois estados sem comissão que permitem o esporte”, completou o dirigente.

Com a aprovação em Connecticut, o estado de Nova York passa a ser o único dos Estados Unidos que possui comissão atlética a não regulamentar o MMA. O esporte está banido no estado desde 1997, quando o UFC ainda vivia a era de implantação de algumas regras, três anos antes do surgimento das Regras Unificadas do MMA, que regulam o esporte até hoje.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments