Viscardi Andrade comemora estreia com vitória no UFC

Ex-participante do TUF Brasil 2 bateu o norte-americano Bristol Marunde em sua primeira luta no octógono

Viscardi (esq.) derrotou B. Marunde no UFC Rio 4. Foto: Josh Hedges

Viscardi (esq.) derrotou B. Marunde no UFC Rio 4. Foto: Josh Hedges

Viscardi Andrade festejou não somente a estreia vitoriosa no UFC, sobre Bristol Marunde no UFC Rio 4, mas também uma nova imagem diante dos torcedores brasileiros, que o acompanharam na segunda edição do The Ultimate Fighter Brasil. No programa ele saiu como vilão, mas, aos poucos, com trabalho e dedicação, tem mostrado que fora mal interpretado no programa.

Ao fim do duelo contra o americano, Viscardi dedicou a vitória ao treinador Francisco Veras, que sofreu com o falecimento de sua mãe na última quinta-feira. Com a fatalidade às vésperas da luta de Viscardi, Veras não pôde estar no córner para a estreia do pupilo no maior evento de MMA do mundo.

“O clima durante a preparação para a luta estava sensacional. Estávamos num ritmo forte, mas, ao mesmo tempo, descontraído. Foi quando recebemos a notícia de que a mãe do Veras não estava bem. Quando soube que ela veio a falecer, disse que iria entrar no octógono e dedicar a vitória para ele. Consegui vencer e cumprir minha promessa”, afirma o atleta.

A atitude de compaixão contrasta com a imagem que o atleta ficou no TUF Brasil 2 devido a um desentendimento com Rodrigo Minotauro, que na ocasião era o treinador da equipe adversária. Para Viscardi, a edição de imagens acabou atrapalhando-o, mas, com o passar do tempo, ele tem conseguido superar a imagem de vilão e já é visto como um cara do bem.

“Sei que na televisão é assim, acontece de editarem as imagens… É preciso ter sempre um vilão nos programas e no TUF acabou sobrando para mim por causa do problema com o Minotauro, que é uma lenda do esporte. Eu também aprecio muito o que ele já fez no MMA, mas ali nós éramos rivais. Depois dessa minha esteia no UFC, muitas pessoas vieram falar comigo dizendo que eu não sou aquilo que elas pensavam, que sou um cara do bem. Acho que é uma questão de tempo para virar o ‘mocinho’ para os fãs”, brinca.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
paulinho
paulinho
7 anos atrás

esse viscarde e bom mas tambem gostaria de ver o ponzinibio e tambem o patolino, porque tem muito brazuca ruim no ufc