Michel Pereira revela desentendimento com Ngannou em corredor de hotel: ‘ele deu sorte’

Enquanto celebrava a vitória sobre André Fialho, o brasileiro se envolveu em um princípio de confusão com o campeão peso pesado do UFC

M. Pereira passou por um princípio de confusão com F. Ngannou em hotel (Foto: Montagem/SUPER LUTAS)

Michel Pereira, o “Paraense Voador”, quase se envolveu em uma confusão com o campeão peso pesado (até 120,2 kg) Francis Ngannou no corredor do hotel onde esteve hospedado após o UFC 270, em janeiro.

PUBLICIDADE:

O causo foi contado pelo próprio lutador durante entrevista ao “Canal Encarada”, no “Youtube”. Michel Pereira contou que estava comemorando a vitória sobre André Fialho com sua equipe quando Francis Ngannou, hospedado no quarto ao lado e incomodado com o barulho, foi tirar satisfação.

Veja Também

“Nós estávamos comemorando do lado do quarto dele (Ngannou). E a gente é onda, né. Eu e minha equipe só andamos com som o tempo todo, mesmo tirando peso estamos lá. A galera estava toda lá, o Guerra bebendo sem parar. Como o quarto era pequeno e tinha muita gente, sentamos no meio do corredor. Quando olho, quem aparece? Ngannou. Eita, miséria. Aí ele falou assim: ‘Ei, será que tem como dormir aqui?’. Aí eu pensei na vida e falei: ‘é, essa eu vou ter que engolir seco’. Estou todo quebrado. Se rola um ‘fight’ ali, o que diabos eu vou fazer? Com os dois pés f******, nariz estourado, a galera já toda ‘travada’, sem ninguém para me ajudar, tive que engolir seco. Um cara desse tamanho aí”, contou o “Demolidor”.

PUBLICIDADE:

Irreverente como sempre, Michel Pereira afirmou não ter gostado da maneira como Francis Ngannou o abordou e garantiu que o campeão dos pesados “teve sorte”, já que ele estava fisicamente debilitado por conta do duelo contra André Fialho.

“Ia dar um ‘fumo mix’ ali pesado. Como é que o cara chega e mete o louco assim? Por que ele não chega com educação. Ele deu sorte que eu tava f*****. Não estava conseguindo nem andar direito, ia fazer o que com um cara desses? Não gosto nem de pensar um trem desse. Ia nos matar. O único que daria pra fazer uma onda já está todo f*****. Eu sei que ele é um cara bacana, humilde para c*****, mas não gostei do jeito que ele chegou falando. Isso que eu fico p***. É bom você ser educado com as pessoas. Não gostei do jeito que ele falou. Eu ia mandar um ‘f*** you’ rapaz, vai pra lá pra casa do c*****”, finalizou.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276