Presidente do Bellator nega farsa na lesão de Tito Ortiz e garante: ‘Ele vai voltar’

Bjorn Rebney rechaçou a possibilidade de que o evento tenha forjado a lesão de Tito devido a baixa venda de PPV

Bjorn Rebney fechou as portas do Bellator pra Jon Fitch no momento. Foto: Bellator (Divulgação)

Bjorn Rebney desmente farsa na lesão de T. Ortiz. Foto: Bellator (Divulgação)

O Bellator 106, realizado no último sábado (02), em Long Beach, foi um marco para a organização. Com três disputas de cinturão, incluindo a intensa batalha entre Eddie Alvarez e Michael Chandler, o evento foi bastante elogiado pelos fãs e pela imprensa especializada. Mas o show poderia ainda ter um outro atrativo. Tito Ortiz se lesionou em cima da hora e não enfrentou Quinton Rampage Jackson, no duelo de ex-campeões do UFC, que seria a atração principal da noite.

A saída de Tito do programa de lutas gerou algumas especulações nos Estados Unidos. Um rumor de que  a lesão do lutador foi forjada para retirar o card  do PPV, já que as vendas estavam abaixo do esperado foi amplamente divulgado. Porém, Bjorn Rebney, presidente da franquia, fez questão de desmentir a possibilidade.

“Posso falar sobre isso. Tenho o raio-x do pescoço de Tito, que mostra a fratura. A conspiração deve ser tanta que conseguiram fraturar o pescoço do Tito. Isso é ridículo”, afirmou. Rebney ainda garantiu que Tito Ortiz irá lutar no Bellator assim que a fratura no pescoço estiver curada.

“Ele estará de volta. Agora temos que nos preocupar apenas com a fratura no pescoço que ele teve. Ela terá que ficar curada 120%. Uma vez curado, ele voltará, porque quer lutar de novo”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments