Vindo de quatro derrotas, Mir descarta aposentadoria: ‘Ainda sou jovem’

Veterano norte-americano amarga jejum de vitórias que dura desde o fim de 2011, quando bateu Minotauro

Mesmo após quatro derrotas seguidas, Mir (foto) não pensa em aposentadoria do MMA. Foto: Divulgação/UFC

Mesmo após quatro derrotas seguidas, Mir (foto) não pensa em aposentadoria do MMA. Foto: Divulgação/UFC

Apesar do momento ruim que passa em sua carreira no MMA, Frank Mir não pensa em aposentadoria. O veterano vem de quatro derrotas consecutivas, sendo que seu último triunfo aconteceu somente em 2011, quando finalizou Rodrigo Minotauro.

De lá para cá, Mir perdeu para Júnior Cigano quando tentava recuperar o título dos pesados do UFC; depois, sofreu derrotas para Daniel Cormier (decisão), Josh Barnett (nocaute) e Alistair Overeem (decisão). Com a sequência negativa, muito se especulou sobre o futuro do lutador, mas o próprio Mir descartou qualquer possibilidade de parar de lutar.

“Eu acabei de completar 35 anos há algumas semanas. Como um peso pesado, não estou tão velho. Acho que ainda sou mais jovem do que muitos por lá. Acredito que 35 anos seria uma idade baixa para se aposentar. Quero continuar atuando como comentarista, mas espero poder lutar por mais alguns anos, porque, quando eu me aposentar, será de vez”, afirmou Mir, em entrevista à emissora norte-americana “FOX Sports”.

Curiosamente, nesta quarta-feira (19), Mir celebra o aniversário de uma ocasião marcante em sua carreira. No dia 19 de junho de 2004, há dez anos, o lutador celebrava a conquista do título dos pesados do UFC, quando finalizou Tim Sylvia após poucos segundos de luta.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments