Após novo doping, Sonnen deve se apresentar à Comissão Atlética no dia 23 de julho

Norte-americano ainda pode receber multa de até R$ 550 mil e ter que arcar com os custos envolvendo seu caso

C. Sonnen (foto) foi flagrado duas vezes consecutivas em exames antidoping. Foto: Josh Hedges/UFC

C. Sonnen (foto) foi flagrado duas vezes consecutivas em exames antidoping. Foto: Josh Hedges/UFC

Mesmo aposentado do MMA após uma série de polêmicas e dois exames antidoping positivos, Chael Sonnen ainda não está completamente quite com a Comissão Atlética de Nevada. O norte-americano já havia comparecido a uma reunião no órgão regulamentador no início de junho, quando sua licença foi cassada, mas deverá se apresentar novamente à NSAC após ter sido flagrado pelo uso de substâncias ilegais em um segundo teste surpresa. O novo encontro já tem data marcada pela entidade: 23 de julho.

“O senhor Sonnen deve se apresentar pessoalmente e depor sob juramente no dia 23 de julho, em audiência disciplinar da Comissão. Ele é aguardado para responder perguntas sobre as substâncias proibidas detectadas em seu organismo, como resultado de testes surpresas aplicados nos dias 24 de maio e 5 de junho”, escreveu Chris Eccles, comissário-adjunto da NSAC, em e-mail reproduzido pelo site norte-americano “MMA Junkie”.

Sonnen já havia indicado que não iria comparecer à audiência no fim do mês, mas que cumpriria as determinações da Comissão Atlética e se apresentaria em um encontro futuro. Porém, de acordo com o comissário, a presença do lutador não é opcional e Sonnen deve sim estar na reunião. Chael, que já está suspenso temporariamente, ainda pode receber uma multa de US$ 250 mil (aproximadamente R$ 550 mil) e ter que arcar com todas as despesas relacionadas a seu caso.

Aos 37 anos, Chael Sonnen encerrou sua carreira com um cartel profissional de 28 vitórias, 14 derrotas e um empate. Originalmente, o norte-americano estava escalado para enfrentar Wanderlei Silva, com quem dividiu as funções técnicas no TUF Brasil 3, em julho. Porém, primeiro Wand, que se recusou a passar por um teste surpresa, e depois o próprio Sonnen, flagrado pelo uso de substâncias ilegais, acabaram retirados do card devido a problemas com exames antidoping aplicados pela Comissão Atlética de Nevada. Mesmo após toda a polêmica, o ex-desafiante ao cinturão dos médios e dos meio-pesados do UFC foi escalado para enfrentar o brasileiro André Galvão na luta principal do evento de submission Metamoris 4.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments