Gustafsson detalha lesão no joelho e aposta em Jones contra Cormier

Sueco, que rompeu o menisco durante um treino, acredita que voltará ainda mais forte após a contusão

Gustafsson (foto) acredita que luta com Manuwa não passará do segundo round. Foto: Divulgação/UFC

Gustafsson (foto) acredita em vitória de Jones sobre Cormier. Foto: Divulgação/UFC

Alexander Gustafsson deu mais detalhes da lesão que o tirou do UFC 178, em setembro, quando faria a revanche contra Jon Jones em combate válido pelo cinturão dos meio-pesados da organização.

Em entrevista ao site oficial do UFC, o sueco contou que rompeu o menisco de seu joelho direito durante um treinamento, sem perceber de imediato a gravidade do ocorrido. “Eu estava fazendo sparring e senti meu joelho estalar duas vezes, mas não doeu. Apenas senti estranheza. Terminei o treino e voltei para casa. No dia seguinte, levantei de manhã e eu mal conseguia pisar com minha perna direita. Ali eu senti na hora o meu joelho direito”, contou o lutador.

Por conta da lesão, Gustafsson terá de passar por uma cirurgia e deverá ficar fora de atividade por um período que varia de cinco a seis semanas. O sueco não esconde a decepção, mas afirmou que irá encarar o acontecido como uma oportunidade de melhorar. “Eu estou decepcionado por não poder lutar, mas isso não é o fim. É apenas o começo. Vou voltar muito mais forte”, prometeu.

Após sua saída do UFC 178, a organização rapidamente anunciou Daniel Cormier como substituto para enfrentar Jon Jones. Gustafsson fez uma análise do combate: “É um casamento de luta interessante. Os dois são ótimos atletas e será uma luta dura, com certeza. Mas Jones leva vantagem na altura e na envergadura, e eu acho que isso será fundamental nesta luta. Eu acho que Jones vence por decisão”, opinou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments