De volta aos treinos, Lyoto pede luta contra Rockhold no Brasil

Brasileiro elogiou o ex-campeão do Strikeforce e afirmou que posicionamento no ranking oficial justifica combate

Machida (foto) quer voltar a lutar no Brasil. Foto: Josh Hedges/UFC

Machida (foto) quer voltar a lutar no Brasil. Foto: Josh Hedges/UFC

Durou pouco o descanso de Lyoto Machida após a derrota para Chris Weidman no UFC 175, que aconteceu no último dia 5 de julho. Menos de um mês após o revés na disputa do cinturão dos médios, o “Dragão” já está de volta aos treinamentos e com o pensamento voltado para sua próxima luta. E Lyoto já tem um favorito para estar do lado oposto do octógono em seu retorno: o ex-campeão do Strikeforce Luke Rockhold.

“Não tive lesões na luta contra o Weidman e por isso voltei aos treinos moderadamente. A partir de setembro já entro no ritmo de performance e em outubro já estarei em condições para voltar a lutar. Fica a critério do UFC me colocar. Vejo com bons olhos uma luta contra o Luke Rockhold”, disse o lutador, em entrevista ao site “Globoesporte”.

E não é só o rival, muito elogiado pelo brasileiro, que já está em mente para Machida. O ex-campeão dos meio-pesados do Ultimate já sabe bem onde quer fazer sua próxima luta. “Ele (Rockhold) já foi campeão do Strikeforce e é um cara que eu respeito muito. É uma luta que faria sentido para nós dois e para os fãs, já que estamos bem colocados no ranking e pensamos no cinturão. Seria bom, especialmente se for no Brasil. Quero voltar a me apresentar logo para os fãs e para o público. Ainda tenho muito para lutar”, destacou.

Caso se confirme o desejo de Lyoto, esta não seria a primeira vez que Luke Rockhold faria uma luta principal do Ultimate no Brasil. Em 2013, o norte-americano enfrentou e foi nocauteado por Vitor Belfort na primeira edição do UFC em Jaraguá do Sul (SC). Coincidentemente, no segundo evento na cidade catarinense foi a vez de Machida fazer a luta que encabeçou o card da noite. O brasileiro encarou e venceu Gegard Mousasi em combate realizado no último mês de fevereiro.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments