Querendo furar a fila, Conor McGregor provoca José Aldo: ‘Seria uma vitória fácil’

Irlandês, que estará no Rio para o UFC 179, se disse superior ao brasileiro e seu próximo desafiante Chad Mendes

C. McGregor exibiu um estilo irreverente durante a coletiva do UFC 178. Foto: Reprodução/YouTube

C. McGregor exibiu um estilo irreverente durante a coletiva do UFC 178. Foto: Reprodução/YouTube

O irlandês Conor McGregor já é uma realidade no UFC. Dono de um estilo bem peculiar, declarações fortes e resultados impressionantes, “The Notorious”, como é conhecido, teve uma ascensão meteórica no octógono e, para muitos, está prestes a furar a fila da divisão de penas. Já de olho no cinturão após mais uma vitória convincente, sobre Dustin Poirier no último sábado (27), McGregor mirou o campeão José Aldo e seu próximo desafiante Chad Mendes para se exaltar.

“Eu acredito que vou desmantelar ambos. O Chad tem 1,67m  e é estufado. Ele deveria ser peso galo, mas passou desse limite. Agora ele é só um pequeno fisiculturista que está preso na divisão dos penas. Ele se cansa rápido. Eu tenho mais de 20 cm de vantagem de envergadura e vou ficar enorme contra ele. Eu iria massacrar o Chad. E José (Aldo), de novo, sinto que ele está naquele caminho de deterioração. Então, mais uma vez, seria outra vitória fácil. Parece para mim que a divisão está cheia de novatos e caras ultrapassados. Estou aqui só me divertindo, coletando cheques pelo caminho e eliminando cada um”, disparou o irlandês na coletiva de imprensa após o evento em Las Vegas (EUA).

Além disso, Conor também falou sobre o desejo de lutar pelo cinturão. “No fim das contas, desde que eu apareça e meu cheque tenha o que eu digo que deve ter, então eu apareço e mato quem colocarem na minha frente. É claro que eu quero aquele cinturão dourado, não tente me dizer que aquele cinturão dourado aqui nesta mesa não ficaria lindo junto a este terno de marfim de elefante que eu estou vestindo agora. Ficaria perfeito! Sei que Dana (White) quer ver isso, sei que Lorenzo (Ferittta, CEO do UFC) quer ver isso, um salve para o Tio Frank (Fertitta, também proprietário do evento), sei que ele quer ver isso! É o que os fãs querem, é o que eu quero. Eu disse que nocautearia o Poirier em um round, ninguém jamais o nocauteou em um round. Ninguém fez isso ao Dustin antes, ele é um ótimo cara, só tenho respeito por ele. Eu não apenas os nocauteio, eu também escolho o round”, sentenciou.

Aos 26 anos, Conor McGregor tem um cartel profissional de 16 vitórias e duas derrotas. Ex-campeão dos pesos leves e penas do evento europeu Cage Warriors, McGregor estreou no Ultimate em abril do ano passado e desde então conquistou quatro vitórias. O irlandês teve sua presença confirmada no Ginásio do Maracanãzinho para o UFC Rio 5, no próximo dia 25 de outubro, quando o brasileiro José Aldo defende o cinturão dos penas contra o norte-americano Chad Mendes.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments