Entrevista com Conor McGregor no Rio vira discussão quente entre lutador e fãs

Irlandês foi alvo de ataques do público e respondeu na mesma moeda, usando inclusive um tradicional grito de guerra da torcida brasileira

C. McGregor (dir.) recorreu a um tradutor para entender as provocações da torcida. Foto: Reprodução

C. McGregor (dir.) recorreu a um tradutor para entender as provocações da torcida. Foto: Reprodução

Era pra ser uma sessão de perguntas e respostas, como naturalmente acontece antes de todas as pesagens oficiais, mas a entrevista com Conor McGregor no Ginásio do Maracanãzinho nesta sexta-feira (24) se transformou em uma verdadeira guerra de palavras e provocações entre o irlandês e os fãs presentes.

PUBLICIDADE:

Durante a sessão de perguntas, Conor foi chamado insistentemente de “frango”, ouviu provocações sobre suas roupas e corte de cabelo e até mesmo xingamentos envolvendo seus pais. No começo, o irlandês levou os insultos na brincadeira, mas ficou irritado com a menção a seus familiares e respondeu ao torcedor no mesmo tom.

Ao ser questionado sobre qual seria sua estratégia para vencer José Aldo, com quem vem desenvolvendo uma intensa rivalidade, o irlandês usou o tradicional grito de guerra da torcida brasileira para responder. “José Aldo: ‘Uh, vai morrer!’, disse McGregor, arranhando um português arrastado. Logo em seguida, o polêmico atleta justificou seu estilo falastrão. “Eu não falo besteiras, eu só falo verdades”, garantiu.

PUBLICIDADE:

Para encerrar a tensa apresentação, o Conor McGregor recebeu uma sonora vaia em sua despedida, apesar dos insistentes pedidos por aplausos. Em resposta, o irlandês optou pela ironia e mandou beijos para o público presente. Como parte de sua agenda no Brasil, McGregor segue no Brasil e amanhã acompanha de perto o UFC 179, com a disputa do cinturão dos penas entre José Aldo x Chad Mendes.

Vídeo: Assista como foi a polêmica sessão de perguntas com Conor McGregor e as provocações entre lutador e torcida

PUBLICIDADE:

 

PUBLICIDADE:

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS


Comentários

Deixe um comentário