Companheiro de Aldo, Yan Cabral desafia McGregor: ‘Quero dar umas porradas nele’

Após triunfo no UFC Rio 5, veterano do TUF Brasil 2 acirrou rivalidade entre a equipe Nova União e o polêmico irlandês

Com novo visual, Y. Cabral estreou com vitória nos pesos leves. Foto: Josh Hedges/UFC

Com novo visual, Y. Cabral estreou com vitória nos pesos leves. Foto: Josh Hedges/UFC

Mesmo com luta marcada para o dia 18 de janeiro, quando enfrenta Dennis Siver em Boston (EUA), o irlandês Conor McGregor foi apontado pelo presidente Dana White como o próximo desafiante do campeão dos penas José Aldo. Porém, se depender do companheiro de treinos do manauara na equipe Nova União Yan Cabral, McGregor não enfrentará Aldo, mas ele próprio ou qualquer outro atleta da academia carioca.

“Pensei muito nisso e tem um cara que vem falando muito, inclusive do Aldo e, pra mim, é um zé mané, que é o McGregor. Ele é peso pena, mas já pensou em se aventurar nos leves. Também já pensei em descer para 66 kg e uma hora gostaria de lutar com ele para dar umas porradas. Lá na academia tem mais de dez penas pra bater nele. Até ele chegar no Aldo, tem muita gente pra bater nele. E se o Hacran Dias pegar ele, mata”, disparou Cabral, em bate-papo com a imprensa após a vitória sobre Naoyuki Kotani no UFC Rio 5, no último sábado (25).

Após voltar a vencer, e conseguir sua primeira finalização no UFC, o especialista em jiu-jitsu se mostrou empolgado para o futuro na organização, demonstrou confiança na evolução de seu jogo em pé e tentou até mesmo cavar uma vaga no UFC Barueri, que acontece no próximo dia 20 de dezembro. “Se me arrumarem uma luta para o mês que vem, estou dentro. Meu peso está bom, estou sem lesões e quero lutar o máximo possível. Se rolar Barueri, estou dentro. Quero voltar o quanto antes. Venho treinando muito boxe com o Alex Cardoso, no primeiro round tentei achar a distância, não consegui soltar tudo que treinei, mas é normal. Pouco a pouco vou me soltar mais e melhorando sempre para chegar nas cabeças”, garantiu.

Aos 31 anos, Yan Cabral tem um cartel de 12 vitórias e uma derrota. Participante do TUF Brasil 2, o atleta da Nova União estrou no Ultimate com vitória sobre David Mitchell, mas sofreu seu primeiro revés logo em seguida, quando acabou superado pelo norte-americano Zak Cummings. Após o resultado negativo, Cabral resolveu migrar para a categoria peso leve, na qual estreou com vitória sobre Naoyuki Kotani.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments