Treinador revela que lesão no joelho de Velasquez foi pior do que ele imaginava

Apesar da contusão, Javier Mendez confia que seu pupilo mostrará ao mundo que é o melhor pesado da história

C. Velasquez (foto) machucou seu joelho. Foto: Josh Hedges/UFC

C. Velasquez (foto) machucou seu joelho. Foto: Josh Hedges/UFC

O treinador principal de Cain Velasquez, Javier Mendez, afirmou que a lesão no joelho do campeão dos pesados do UFC foi mais grave do que ele havia imaginado de início.

O lutador, que recentemente passou por uma cirurgia para reparar a contusão, lesionou seu menisco e o ligamento colateral medial de seu joelho durante um treinamento para a luta que faria com Fabrício Werdum no dia 15 de novembro, no UFC 180. Mendez acredita que o campeão deverá voltar à ativa a partir do segundo trimestre do próximo ano.

“A cirurgia foi bem sucedida, mas havia mais danos do que esperávamos. Se Cain diz ‘ai’, deve ser muito pior do que ele faz parecer ser, porque ele é um cara que aguenta dor como eu nunca tinha visto. Então, no fim das contas, seu ligamento estava pior. Então, ele vai ficar afastado um pouco mais do que imaginávamos”, contou Mendez, em entrevista ao podcast “The MMA Hour”.

O líder da academia AKA revelou que Velasquez estava treinando para enfrentar Werdum com uma outra lesão no joelho. “Originalmente, ele teve uma leve ruptura no menisco, mas estava bem. Ele estava treinando, fazendo tudo o que precisava para lutar. Ele estava treinando sprawls e o chão estava um pouco escorregadio. Quando ele fez o movimento, seu joelho foi para um lado e seu corpo foi para outro. Ouvi um grito e pensei ‘que droga’. Então, a combinação do ligamento e a ruptura do menisco foi um pouco demais”, contou.

Apesar de Velasquez ter uma carreira marcada por lesões, Mendez confia que seu pupilo irá se mostrar o maior peso pesado da história do MMA. “Se ele não tivesse se machucado, ele seria o maior peso pesado de todos os tempos por conta do que ele é capaz de fazer. Eu realmente acredito que vai levar mais tempo para que as pessoas o vejam como o melhor. Ele quer ser o maior de todos os tempos – ainda não o é, porque ele precisa de mais algumas lutas. Mas ele vai chegar lá. Apenas vai demorar um pouco mais de tempo”, afirmou.

Sem Velasquez, Werdum e Hunt estrelam o UFC 180

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments