Diaz se irrita com opinião de GSP sobre luta com Spider: ‘De que p*** ele sabe?’

Norte-americano defende luta na divisão dos médios e diz que canadense tem medo de enfrentar o brasileiro

Diaz (foto) enfrentará Anderson em janeiro. Foto: Jonathan Ferrey/Zuffa LLC

Diaz (foto) enfrentará Anderson em janeiro. Foto: Jonathan Ferrey/Zuffa LLC

Nick Diaz não aceitou bem os comentários de seu antigo rival Georges St. Pierre sobre sua próxima luta, que será contra Anderson Silva, e retrucou as palavras do canadense.

O ex-campeão dos meio-médios do UFC havia afirmado que Diaz cometeu um erro ao aceitar o combate contra Silva na divisão dos médios, sendo que, em vez disso, ele deveria ter acordado o combate em um peso combinado. O norte-americano se irritou com a sugestão e afirmou que GSP não tem direito a fazer nenhum tipo de comentário sobre o assunto, já que, segundo Diaz, ele próprio evitou enfrentar Anderson por estar com medo.

“A questão sobre o velho Georges é que não é ele que vai lutar, certo? Ele não aceitou a luta. Ele poderia dizer só algumas coisas e conseguir a luta, simples assim. Mas ele não queria essa luta. Ele estava com medo de lutar, ele tem medo de lutar com 84 kg e acha que temos muito em comum e que talvez eu não deveria lutar com 84 kg. De que p**** ele sabe? Talvez eu tenha mais dificuldade de bater o peso do que o velho Georges. Eu vou [para a pesagem] magro para c******. Por isso eu tive que fazer essa luta com 84 kg”, rebateu Diaz, em entrevista ao podcast “The MMA Hour”.

Apesar de costumeiramente lutar uma divisão abaixo, Diaz diz que tudo estará sob controle contanto que os dois atletas batam o mesmo peso. “O fato é que nós dois vamos chegar lá e eu vou estar muito menor. Se eu tentasse fazer a luta em peso combinado e meu oponente decidir não bater o peso, aí sim eu tenho um problema de verdade. Até onde eu sei, Anderson Silva sempre bate o peso”, disse.

A luta entre Anderson Silva e Nick Diaz será a atração principal do UFC 183, no dia 31 de janeiro, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments