Aos 37 anos de idade, Vitor Belfort garante: ‘Nunca estive tão forte e explosivo’

Brasileiro promete fazer história contra Chris Weidman e conta que, sem lutar em 2014, utilizou ano para se reinventar

Belfort deverá disputar o cinturão dos médios em fevereiro. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Belfort disputará o cinturão dos médios em fevereiro. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

O grande mistério para os fãs de MMA é como Vitor Belfort se apresentará na luta contra Chris Weidman, que valerá o cinturão dos médios do UFC no dia 28 de fevereiro, em Los Angeles (EUA). Aos 37 anos de idade, o brasileiro não luta desde novembro do ano passado, sendo que, de lá para cá, teve de se readaptar a lutar sem a terapia de reposição de testosterona (TRT), proibida no início do ano.

PUBLICIDADE:

No entanto, Belfort esbanjou confiança para comentar sua atual condição como lutador, garantindo que se encontra na melhor fase de sua longa carreira nas lutas. “Nunca estive tão forte e explosivo. Estou bem melhor do que antes. O negócio é a mente. A maioria das pessoas tem a cabeça insegura. Com o talento que Deus me deu, desenvolvo isso. Se eu não trabalhar duro, não vou a lugar nenhum. A luta é sempre pelo cinturão. Será o terceiro cinturão, vou fazer história. Conquistei meu espaço, estou aqui. Estou aqui para pegar o cinturão que é meu. Vou fazer o que ninguém fez antes na história”, disse Belfort, em entrevista coletiva reproduzida pelo site “LANCE!net”.

O “Fenômeno” também apontou a sua equipe, a Blackzilians, como uma das responsáveis por permitir sua evolução como lutador. “As minhas lutas não são só no octógono. Posso dizer que cresci muito, aprendi novas técnicas. No meu time, a Blackzilians, tenho parceiros como Anthony Johnson, Rashad Evans, Gilbert Durinho… Luta eu tenho na academia todo dia. Foi um ano onde consegui me reinventar. A palavra reinventar existe dentro de mim desde que eu tinha 19 anos”, contou. “Foi um ano de crescimento, onde fui comprar algumas armas. Foi um ano de compras e de aprendizado. Vocês já viram muita coisa, mas eu digo: preparem-se! Treinei muito, comprei boas armas”, prometeu o veterano.

PUBLICIDADE:

[vox id=”26111″]

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?

Comentários

Deixe um comentário