Jacaré e Rockhold trocam farpas em coletiva, mas Dana White não confirma próximo desafiante

Brasileiro relembrou derrota polêmica para o rival no extinto Strikeforce; presidente disse que ter a dupla perto do título é um "ótimo problema"

Jacaré (esq.), Dana White (centro) e Rockhold (dir.) falaram sobre o cinturão dos médios na coletiva. Foto: Reprodução

Jacaré (esq.), Dana White (centro) e Rockhold (dir.) falaram sobre o cinturão dos médios na coletiva. Foto: Reprodução

O clima entre Ronaldo Jacaré e Luke Rockhold não é dos mais amistosos desde os tempos de Strikeforce, quando o norte-americano derrotou o brasileiro na disputa do cinturão dos médios. Hoje no UFC, mas novamente com Rockhold pela frente, na disputa direta pelo posto de próximo desafiante ao título, Jacaré fez questão de lembrar do duelo na extinta organização e voltou a questionar a decisão dos juízes, garantindo que não foi derrotado pelo rival.

Veja Também

Rockhold domina Lyoto, finaliza brasileiro e pede luta contra Weidman em Nova York
UFC on FOX 15: Rockhold fatura bônus de R$ 150 mil por desempenho contra Lyoto
Sem dificuldades, Jacaré volta a finalizar Camozzi e cobra chance pelo cinturão
VanZant atropela Herrig e leva a melhor em duelo de musas do UFC on FOX 15

“Eu acredito 100% que é a minha hora. Eu sou o desafiante número desta divisão. Eu lutei contra o Luke (Rockhold) há muito tempo atrás e todo mundo sabe: ele não me venceu! Os juízes lutaram por ele. Eu vim aqui para lutar e eu estou pronto para o título. Esta é a minha quinta luta no UFC e, cara, eu posso acabar com qualquer um na minha divisão, a qualquer hora”, disse o brasileiro, na coletiva de imprensa, defendendo seu direito de lutar pelo cinturão.

Já Rockhold, optou por focar mais em sua autopromoção para um eventual disputa de título, mas não perdeu a chance de alfinetar Jacaré em sua declaração. “Olha, cara, eu disse antes e vou dizer agora de novo: esse é o meu show! Eu ia vir aqui e dar meu show, dominar quem quer que fosse meu adversário. Sem ofensa ao Jacaré, mas eu sou o desafiante número um ao cinturão. Eu sou o melhor lutador por aí e essa é a minha chance pelo título. Eu dominei todo mundo no meu caminho, eu já bati o Jacaré e eu mereço”, sentenciou o norte-americano.

Apesar das “candidaturas” de Luke Rockhold e Ronaldo Jacaré, e da rixa entre os rivais nos microfones, o presidente do UFC Dana White preferiu não anunciar uma decisão e deixar o posto de próximo desafiante ao título dos médios aberto. “Olha, o Luke foi incrível esta noite. Olhe o que ele fez e contra quem ele fez. Bater o Machida deste jeito é um grande feito. Mas as pessoas possivelmente vão dizer: ‘Jacaré enfrentou o Chris Camozzi de novo’. Deixe-me te dizer uma coisa: Chris Camozzi aceitou substituir (o Romero) nesta luta com seis dias para se preparar e eu concordo com ele, ele não mais aquele lutador de dois anos atrás. E o Jacaré tinha tudo a perder e nada a ganhar, ele estava lutando o mesmo cara não-ranqueado. Mas ele não reclamou sobre isso nem uma vez, ele foi lá, lutou e teve sua mão levantada. Então, agora nós estamos na posição de ter dois caras em condições de lutar pelo cinturão em seguida e esse é um ótimo problema para se ter”, declarou o dirigente.

Com o triunfo sobre Lyoto Machida no UFC on FOX 15, Luke Rockhold chegou a um cartel profissional de 14 vitórias e somente duas derrotas. O ex-campeão do extinto Strikeforce também chegou a quatro triunfos consecutivos, todos por nocaute ou finalização. Já Ronaldo Jacaré, de 35 anos, ampliou seu currículo para 22 vitórias, três derrotas e uma luta sem resultado com a nova vitória sobre Chris Camozzi. O especialista no jiu-jitsu venceu suas últimas cinco lutas, todas que realizou como atleta do Ultimate.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments