Rockhold domina Lyoto, finaliza brasileiro e pede luta contra Weidman em Nova York | SUPER LUTAS

Rockhold domina Lyoto, finaliza brasileiro e pede luta contra Weidman em Nova York

Na luta principal do UFC on FOX 15, brasileiro sofreu sua segunda derrota em três lutas e norte-americano chegou a quatro triunfos consecutivos por nocaute ou finalização

L. Rockhold (foto) finalizou Machida na luta principal do UFC on FOX 15. Foto: Josh Hedges/UFC

L. Rockhold (foto) finalizou Machida na luta principal do UFC on FOX 15. Foto: Josh Hedges/UFC

A noite do UFC on FOX 15 no Prudential Center, em Newark (EUA), até começou boa para o Brasil, com os triunfos de Diego Brandão e Ronaldo Jacaré. Mas na luta principal da noite, o brasileiro Lyoto Machida acabou dominado por Luke Rockhold e sofreu sua segunda derrota em três lutas, com uma finalização no segundo assalto.

Veja Também

Com o triunfo sobre Lyoto, Rockhold ficou muito próximo uma chance pelo cinturão dos médios, disputando contra Ronaldo Jacaré em uma disputa acirrada o posto de próximo desafiante ao vencedor de Vitor Belfort e Chris Weidman. Sabendo disso, o atleta da American Kickboxing Academy (AKA) aproveitou para desafiar o atual campeão para um duelo em Nova York, casa do rival e apontada como parada do Ultimate no mês de dezembro.

“Vocês ouviram a minha música de entrada? Eu sou o melhor por aqui! Eu fiz minha parte. Weidman, você já fez a sua parte? Eu acho que nós estamos no mesmo caminho: Madison Square Garden (Ginásio em Nova York), vamos fazer história lá”, disparou Rockhold, em entrevista ao comentarista Joe Rogan, ainda no octógono.

Além disso, Luke também analisou a luta e disse que notou que teria a chance de vencer pela forma com que Lyoto reagiu após o fim do primeiro round. “Eu tive que ir no meu tempo, consegui embolar um pouco com ele e terminei com uma boa finalização. Vocês viram que quando ele foi para o córner… eu vi que algo não estava bem ali. Então, eu tentei voltar rápido e acabar com a luta”, revelou.

A luta

Após um início de combate tenso, Lyoto conseguiu conectar os primeiros golpes da luta, sempre de encontro no contragolpe, bem a seu estilo. Porém, logo em seguida, o brasileiro acabou com as costas no chão e tomou um sufoco do norte-americano no ground and pound. Até o fim da primeira parcial, Machida não foi capaz de evitar o jogo do rival e tomou um verdadeiro atraso entre as transições de Rockhold buscando a finalização e golpes duros na cabeça.

No início do segundo round, Lyoto deu mostras claras de que não havia se recuperado totalmente do castigo no primeiro assalto. Cambaleante e com pouca pressão, o brasileiro não ameaçou Rockhold, que levou a luta novamente para o chão sem dificuldades e com quase três minutos para trabalhar a posição. Com Machida quase não oferecendo resistência, o norte-americano precisou apenas de alguns segundos para pegar as costas e encaixar um mata-leão que colocou um ponto final no combate.

Esta foi a quarta vitória consecutiva por nocaute ou finalização para Luke Rockhold, o que o deixa no segundo lugar no quesito dentro do Ultimate – atrás somente da campeã peso galo Ronda Rousey . Em sua carreira, Rockhold chegou a 13 vitórias e apenas duas derrotas, a última delas para Vitor Belfort em sua estreia no Ultimate. Já Lyoto, agora tem 22 vitórias e seis derrotas.

Confira abaixo os resultados do UFC on FOX 15:

CARD PRINCIPAL

Luke Rockhold finalizou Lyoto Machida com um mata-leão no R2;

Ronaldo Jacaré finalizou Chris Camozzi com uma chave de braço no R1;

Max Holloway finalizou Cub Swanson com uma guilhotina no R3;

Paige VanZant derrotou Felice Herrigo por decisão unânime dos juízes.

CARD PRELIMINAR

Beneil Dariush derrotou Jim Miller por decisão unânime dos juízes;

Ovince St. Preux venceu Pat Cummins por TKO no R1;

Gian Villante venceu Corey Anderson por TKO no R3;

Aljamain Sterling finalizou Takey Mizugaki com um triângulo de mão no R3 ;

Tim Means finalizou Georges Sullivan com triângulo de mão no R3;

Diego Brandão venceu Jimy Hettes por TKO (interrupção médica);

Chris Dempsey venceu Eddie Gordon por decisão dividida dos juízes.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments