Diego Brandão abre participação brasileira no UFC on FOX 15 com vitória por interrupção médica

Cotovelada do cearense abriu corte na orelha do rival, que até encerrou o primeiro round, mas não teve condições de continuar

D. Brandão (foto) voltou a vencer após duas derrotas seguidas. Foto: Josh Hedges/UFC

D. Brandão (foto) voltou a vencer após duas derrotas seguidas. Foto: Josh Hedges/UFC

O UFC on FOX 15 começou bem para os brasileiros, que farão parte de três lutas da noite. Na segunda luta do card preliminar, o cearense Diego Brandão venceu o norte-americano Jimmy Hettes por interrupção médica, devido a um corte grave na orelha.

Veja Também

UFC on FOX 15 – Lyoto Machida x Luke Rockhold – Resultados
UFC reserva data em ginásio para realizar evento em Nova York em dezembro
Para evitar polêmicas, lutas do UFC on FOX 15 terão ajuda de replay instantâneo

O primeiro round começou a todo vapor, com os atletas partindo para a luta franca logo de cara. Após escapar de uma tentativa de guilhotina de Hettes, Diego conseguiu a queda e por pouco não finalizou o rival. Porém, o jiu-jitsu defensivo do norte-americano funcionou bem e ele escapou primeiro de um mata-leão e depois de um katagatame.

Ainda por cima na guarda, Diego aplicou algumas cotoveladas no ground and pound e uma delas acabou acertando a orelha de Hettes, provocando um corte com sangramento abundante. Porém, o norte-americano não ligou para o ferimento e imediatamente depois conseguiu a raspagem, dando prosseguimento à luta normalmente.

O gongo soou, os atletas foram para seus corners, mas aí o médico avaliou o corte na orelha de Jimmy Hettes e anunciou que o ele não teria mais condições de lutar. Irritadíssimo, o norte-americano lamentou muito a decisão e inclusive aplicou socos e chutes na grade para descarregar sua raiva.

Ainda no octógono, Diego comentou o resultado. “Eu não queria terminar a luta deste jeito. Eu fiz o meu melhor, tentei a finalização, mas esse tipo de coisa acontece. Eu estava indo para o segundo round e aí vi o juiz anunciando que havia acabado”, disse o brasileiro, em entrevista ao comentarista oficial Joe Rogan, que criticou bastante a paralisação do duelo.

Agora, Diego Brandão ampliou seu cartel profissional para 19 vitórias e dez derrotas. O triunfo do cearense interrompeu uma série negativa que já durava dois combates, com revezes para Dustin Porier e Conor McGregor.

Promessa norte-americana desbanca veterano japonês

A. Sterling (foto) chegou a três vitórias no UFC. Foto: Josh Hedges/UFC

A. Sterling (foto) chegou a três vitórias no UFC. Foto: Josh Hedges/UFC

O peso galo Aljmain Sterling adicionou mais uma credencial de respeito à sua fama de grande promessa do MMA norte-americano ao finalizar o veterano japonês Takeya Mizugaki no terceiro assalto.

Após dominar os dois primeiros rounds, Starling não diminui o ritmo no assalto final e partiu pra cima de Mizugaki. Mesmo por baixo do rival no chão, o norte-americano conseguiu uma finalização muito técnica e difícil, fechando um estrangulamento que fez o japonês bater rapidamente.

Agora, Aljamain Sterling ampliou seu cartel profissional para 11 vitórias em 11 lutas. Este foi o terceiro triunfo do norte-americano como atleta da maior organização de MMA do planeta.

Amigo de Weidman consegue virada espetacular e nocautaço no fim

G. Villante (foto) tomava atraso até o terceiro round, mas conseguiu a virada. Foto: Josh Hedges/UFC

G. Villante (foto) tomava atraso até o terceiro round, mas conseguiu a virada. Foto: Josh Hedges/UFC

O duelo contra Corey Anderson não começou exatamente como Gian Villante esperava. O amigo e companheiro de treinos do campeão dos médios Chris Weidman passou por momentos de dificuldade e sentiu os golpes aplicados pelo vencedor do TUF 19 Corey Anderson durante os dois primeiros assaltos. Porém, Villante conseguiu a virada e um nocaute espetacular no fim da luta.

A menos de 50 segundos para o término do combate, no qual levava grande desvantagem, Villante partiu pra cima de Anderson e conectou um potente overhead na têmpora do rival. Anderson acusou o golpe e já deu mostras de estar nocauteado, mesmo sem ter caído. Encostado na grade, o campeão do TUF ainda levou outra saraivada de golpes antes do árbitro interromper o combate e declarar a vitória de Villante.

Confira abaixo os resultados do UFC on FOX 15:

CARD PRINCIPAL

Peso médio (até 84 kg): Lyoto Machida x Luke Rockhold;

Peso médio (até 84 kg): Ronaldo Jacaré x Chris Camozzi;

Peso pena (até 66 kg): Cub Swanson x Max Holloway;

Peso palha (até 52,1 kg): Felice Herrig x Paige VanZant.

CARD PRELIMINAR

Beneil Dariush derrotou Jim Miller por decisão unânime dos jurados;

Ovince St. Preux venceu Pat Cummins por TKO no R1;

Gian Villante venceu Corey Anderson por TKO no R3;

Aljamain Sterling finalizou Takey Mizugaki com um triângulo de mão no R3 ;

Tim Means finalizou Georges Sullivan com triângulo de mão no R3;

Diego Brandão venceu Jimy Hettes por TKO (interrupção médica);

Chris Dempsey venceu Eddie Gordon por decisão dividida dos juízes.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments