Werdum explica briga com treinador de Browne: ‘Quis manter a distância’

Brasileiro, que se envolveu em confusão após luta, explicou que apenas reagiu à agressividade do córner rival

F. Werdum (foto) venceu Browne pela segunda vez. Foto: Josh Hedges/UFC

F. Werdum (foto) venceu Browne pela segunda vez. Foto: Josh Hedges/UFC

Veja Também

Werdum vence namorado de Ronda em duelo cheio de polêmicas
Assista à vitória de Werdum sobre Browne no UFC 203
UFC 203: Miocic sobrevive a susto, nocauteia Overeem e defende cinturão dos pesados

Fabrício Werdum obteve uma importante vitória às suas pretensões de título na noite deste sábado (10), quando derrotou Travis Browne no UFC 203. No entanto, sua participação no evento foi ofuscada por uma confusão instantes após sua luta, e o próprio brasileiro deu a sua versão dos fatos.

Ao término do combate, Werdum discutiu com Edmond Tarverdyan, treinador de boxe de Browne. O brasileiro, inclusive, deu um chute em Tarverdyan, o que por pouco não provocou uma briga generalizada em pleno octógono (assista ao vídeo abaixo).

Werdum explicou que sua atitude foi apenas uma reação à agressividade mostrada pelo treinador de Browne. “Seu treinador veio e começou a gritar: ‘Cala sua boca, filho da p***’. Me xingar, tudo bem, mas xingar minha mãe, não. Eu só quis manter a distância. Eu nem o chutei, eu só mantive a distância. Sei que ele é um treinador de boxe e vi em seus olhos que ele queria me socar na cara. Mas foi ele que veio me dizer um monte de coisa ruim. Minha mãe me ensinou a não fazer isso com os outros, mas ele começou”, comentou o brasileiro.

Além de Browne, Tarverdyan também é treinador da namorada da vítima de Werdum, a ex-campeã Ronda Rousey. Foi a segunda vez que Werdum enfrentou Browne: em abril de 2014, o brasileiro também levou a melhor na decisão unânime dos juízes.

Werdum chuta técnico rival após vitória no UFC 203

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments