Werdum vence namorado de Ronda em duelo cheio de polêmicas

Brasileiro levou a melhor em duelo marcado por erro de arbitragem e briga com treinador de rival em seguida

Werdum voltou a vencer no UFC. Foto: Divulgação

Werdum voltou a vencer no UFC. Foto: Divulgação

Depois de perder o cinturão dos pesados em sua última luta, Fabrício Werdum se recuperou na noite deste sábado (10), na luta co-principal do UFC 203, em Cleveland (EUA). O gaúcho venceu Travis Browne em duelo marcado por algumas polêmicas, que envolveram tanto o descumprimento de uma regra quanto uma briga entre Werdum e o treinador de seu rival.

Veja Também

UFC 203: Miocic sobrevive a susto, nocauteia Overeem e defende cinturão dos pesados
Brasileiras vencem nas lutas de abertura do UFC 203

Werdum começou o combate de maneira inusitada, aplicando um chute lateral voador no rosto do namorado de Ronda Rousey. Pouco depois, o brasileiro acertou um soco na mão de Browne, que deslocou o dedo. O combate, então, foi interrompido para que o norte-americano fosse atendido, o que gerou a primeira controvérsia do duelo – segundo as regras, o árbitro não pode permitir um intervalo para um lutador lesionado, a menos que tenha sido causado por um golpe ilegal (o que não foi o caso).

Apesar dos protestos de Werdum, Browne foi autorizado a voltar para o combate. O brasileiro dominou a maioria das ações, com direito a knockdown e outros golpes plásticos pouco efetivos.

No fim, o brasileiro venceu na decisão dos juízes de maneira unânime. O público, porém, não ficou satisfeito e vaiou intensamente a luta. Foi quando Werdum fez com as mãos um gesto como se estivesse chorando, ironizando as vaias. Neste momento, o treinador de Browne, Edmond Tarverdyan, se enfureceu com o brasileiro e foi tirar satisfações. Werdum deu um chute para empurrá-lo, o que iniciaria uma briga generalizada se não fosse a intervenção de Rafael Cordeiro (treinador do brasileiro) e dos demais presentes no octógono.

Astro do pro-wrestling perde em finalização rápida

Punk fez sua estreia no MMA aos 37 anos. (Foto: Divulgação)

Punk fez sua estreia no MMA aos 37 anos. (Foto: Divulgação)

Uma das grandes atrações da noite, CM Punk teve uma estreia para esquecer no MMA profissional. O astro do WWE, organização norte-americana de pro-wrestling, não “viu a cor da bola” contra Mickey Gall e perdeu por finalização ainda no primeiro round.

Punk começou a luta caminhando com tudo em direção a Gall, que aproveitou o momento para quedar o adversário. Dali para frente tratou-se um monólogo: Gall desferiu golpes poderosos no chão, passou a guarda, pegou as costas e finalizou a luta com pouco mais de dois minutos de ação.

Aos 37 anos e derrotado de forma rápida em seu primeiro combate, CM Punk garantiu que não desistirá do MMA. “Na vida, ou você aceita desafios ou vai para casa. Eu gosto de desafios. Hoje foi difícil, mas não significa que vou parar. Eu vou voltar, acreditem ou não”, disse, ainda no octógono.

Já Gall, que obteve sua terceira vitória em três lutas profissionais de MMA, desafiou o “queridinho do UFC” Sage Northcutt. “Quero ele a seguir. Acho que ele é um bobão. Vou arrancar aquele topete da sua cabeça”, pediu.

Resultados do UFC 203:

CARD PRINCIPAL

Stipe Miocic nocauteou Alistair Overeem com socos aos 4min27s do R1

Fabrício Werdum derrotou Travis Browne na decisão unânime dos juízes (29 a 28, 29 a 27, 30 a 27)

Mickey Gall finalizou CM Punk com um mata-leão aos 2min14s do R1

Jimmie Rivera derrotou Urijah Faber na decisão unânime dos juízes (triplo 30 a 27)

Jéssica Bate-Estaca finalizou Joanne Calderwood com uma guilhotina aos 4min38s do R1

CARD PRELIMINAR

Bethe Correia derrotou Jessica Eye na decisão dividida dos juízes (29 a 28, 28 a 29 e 29 a 28)

Brad Tavares derrotou Caio Monstro na decisão dividida dos juízes (28 a 29, 30 a 27, 29 a 28)

Nik Lentz derrotou Michael McBride por nocaute técnico (socos) a 4min17s do R2

Drew Dober nocauteou Jason Gonzalez com socos ao 1min45s do R1

Yancy Medeiros finalizou Sean Spencer com um mata-leão aos 49s do R2

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments