Adversário de Sérgio Moraes deixa UFC São Paulo após ser preso

Michael Graves foi preso no último fim de semana por agressão e retirado do evento que acontece em novembro

Graves foi preso e retirado do UFC São Paulo. Foto: Divulgação/UFC

Graves foi preso e retirado do UFC São Paulo. Foto: Divulgação/UFC

Veja Também

Bader substitui Gustafasson e enfrenta Minotouro no UFC São Paulo
Claudinha Gadelha enfrenta norte-americana no UFC São Paulo, em novembro
Munhoz enfrenta Scoggins no UFC São Paulo

O UFC Fight Night São Paulo, que acontece no dia 19 de novembro, no Ginásio do Ibirapuera, sofreu mais uma baixa. Michael Graves, que enfrentaria o brasileiro Serginho Moraes, deixou o card após ser preso no último fim de semana.

Graves, membro da academia American Top Team e participante do TUF 21, é acusado de agressão doméstica em Atlanta, na Geórgia (EUA). O atleta foi detido sob uma fiança de US$ 5 mil (R$ 16 mil pela cotação atual) e, até o momento, segue preso.

“O UFC está ciente de que Michael Graves foi preso no último fim de semana e responde por agressão. A organização encara a situação com seriedade e ainda se passe a fase de coleta de informações. Graves foi retirado da luta que faria no 19 de novembro como resultado desta pendência legal”, disse o UFC, em comunicado.

Graves, de 25 anos, está invicto no MMA profissional, com seis vitórias em sete lutas. Em seu combate mais recente, empatou com Bojan Velickovic no UFC 201, em julho deste ano.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments