Cyborg volta a provocar Ronda e diz que “quebraria” o rosto da rival

Brasileira ironiza habilidades de Rousey em pé e diz que rival ’iria precisar de cirurgia no rosto após luta entre elas’

Cris (foto) voltou a provocar Ronda. Foto: Buda Mendes/UFC

Cris (foto) voltou a provocar Ronda. Foto: Buda Mendes/UFC

Cris Cyborg parece estar, definitivamente, disposta a enfrentar Ronda Rousey. Pelo menos é o que a brasileira dá a entender em suas declarações recentes. Após desafiar a norte-americana através de suas redes sociais, Cyborg afirmou que Ronda precisaria passar por cirurgias após um eventual duelo entre elas.

Veja Também

Ronda quer enfrentar Cyborg, garante Dana White
Cyborg pede para ser desafiada por Ronda: ‘Diga meu nome’
Cyborg desafia Ronda Rousey: “As pessoas iriam respeitá-la por lutar contra mim”

“Na minha última luta, eu quebrei o nariz da garota em três lugares. Com certeza se eu enfrentar a Ronda ela vai precisar de cirurgia no rosto depois da nossa luta. E eu não estou brincando – declarou a curitibana”, falou Cris, em entrevista ao programa “Speak for Yourself” (EUA).

Cyborg ainda reclamou por Ronda não a provocar, o que, para ela, representa que a ex-campeã do UFC está evitando o confronto. De quebra, ironizou um vídeo em que Rousey aparece fazendo treinamentos de manopla, colocando em xeque suas habilidades.

“A Ronda não diz nada. Ela sequer fala o meu nome. Ela usou o Dana White e a mãe dela para falar de mim, porque sabe que se disser meu nome terá que me enfrentar. Ela sabe. (…) Eu a vi fazendo sombra de boxe e a sombra venceu. Depois que o Mike Tyson perdeu uma luta por nocaute, ele nunca mais foi o mesmo. Talvez isso signifique que depois que a Ronda perdeu aquela luta, ela jamais será a mesma. Mas não porque ela nocauteia pessoas. Ela nunca fez isso”, concluiu.

No entanto, a julgar pelas declarações recentes de Dana White, presidente do UFC, o retorno de Ronda deve ser contra outra brasileira: Amanda Nunes, atual campeã peso galo. Ainda não há nada oficial, mas a expectativa é que o combate aconteça no início de 2017.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments