Ex-TUF Brasil diz que pensou em largar o MMA e revela apoio de Spider

Patolino revela que quase perdeu a mão e admite que apoio de Anderson Silva foi essencial

Patolino revelou apoio de Spider para não largar o MMA (Foto: Getty Images)

Patolino revelou apoio de Spider para não largar o MMA (Foto: Getty Images)

Finalista do TUF Brasil 2, William Patolino chegou a ser considerado uma das promessas do MMA brasileiro. No UFC, porém, os resultados não vieram. Em quatro lutas – incluindo a final do reality, foram três derrotas e apenas uma vitória, o que culminou em sua demissão da organização. Fato que, segundo o próprio lutador, somado as seguidas lesões, uma delas que quase o fez perder a mão – o abalou e fez repensar a carreira no MMA.

Veja Também

Ator da Globo lança evento de MMA: ‘Quero revelar novos talentos’
Brasileiro ex-UFC enfrenta veterano do Pride em evento no Rio de Janeiro
Vídeo: William Patolino sofre nocaute espetacular no UFC Porto Alegre

“Tive complicações. No início do ano, eu ia fazer uma luta com o Brendan O´Reilly na Austrália, mas duas semanas antes eu quebrei o pé, tive uma lesão séria e precisei fazer uma cirurgia. E duas semanas depois o UFC me ligou e me demitiu, quando eu já estava pensando no meu próximo combate pela organização. Foi algo que me deixou bem para baixo, bem triste. Saí do UFC, me recuperei do pé. Mas logo depois, treinando para ir lutar em outro evento, tive uma lesão séria na mão em um treino. Passei por três cirurgias em menos de 20 dias. Uma operação que quase levou à amputação da minha mão. Quase perdi a mão”, narrou Patolino ao site Combate.com.

Com o momento difícil e a ideia de abandonar a profissão crescendo cada vez mais, Patolino contou com um apoio para lá de especial para recomeçar sua trajetória. Segundo o lutador, as mensagens recebidas do ídolo Anderson Silva foram essenciais para que ele não desistisse de seu sonho de lutar MMA.

“Numa dessas conversas, ele disse para mim: “Meu irmão, você está maluco? Você vai virar médico, advogado? Você é o craque dessa parada, você é fenômeno e ainda é novo. Você só sabe fazer isso, e faz muito bem. Eu só fui ser reconhecido, só fui ser ‘o cara’ depois de velho. Tu, com 19 anos, já era conhecido. Você está com 25 agora. Acorda! Ficar em casa jogando videogame, comendo e dormindo de madrugada não vai te trazer o que você quer. Vambora!”. Cara, o Anderson me mandou uns 20 áudios no “WhatsApp”. Tenho aqui até hoje. Eu ouvi tudo e absorvi aquilo. Maluco, eu sou campeão, ninguém vai me parar. O Patolino está de volta!”, garantiu William.

Sem lutar desde fevereiro de 2015, quando foi nocauteado por Matt Dwyer no UFC Porto Alegre, Patolino voltará ao octógono no Fight 2 Night, dia 4 de novembro, em evento realizado pelo ator global Bruno Gagliasso. Aos 25 anos, o ex-TUF Brasil 2 tem um cartel de sete vitórias e três derrotas.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments