Jon Jones revela que “bebia até apagar” antes das lutas

Ex-campeão dos pesados disse que não se preparava de maneira correta antes de suas lutas

Jones admitiu que exagerava na bebida antes de seus duelos no UFC. (Foto: Getty Images)

Jones admitiu que exagerava na bebida antes de seus duelos no UFC. (Foto: Getty Images)

Não é de hoje que o nome de Jon Jones tem sido mais comentado pelas polêmicas em que o lutador se envolve do que pelo talento que possui dentro do octógono. Dessa vez, porém, foi o próprio Jones que fez uma revelação “pesada” a respeito de sua trajetória.

Veja Também

Dana diz que Jon Jones não irá mais liderar um evento do UFC
UFC tira cinturão interino de Jon Jones após suspensão por doping
Suspenso por um ano, Jones diz estar feliz com punição recebida

Segundo o ex-campeão dos meio-pesados, ele tinha o costume de ‘beber até apagar’ antes de suas lutas. Para Jones, o costume servia como uma ‘muleta psicológica’.

“Eu fazia essa coisa doida de sair pra festas uma semana antes de toda luta. E fiz isso durante toda minha carreira. Era estupidez, mas era uma muleta mental minha. (…) Eu saía, uma semana antes de toda luta, e literalmente bebia até apagar. E minha lógica era: se esse cara me vencer de alguma maneira, eu posso me olhar no espelho e dizer que perdi porque enchi a cara uma semana antes da luta”, admitiu Jones, em entrevista ao podcast “Joe Rogan Experience”.

Jones revelou, também, que o o período que mais “se descontrolou” foi na preparação para o duelo contra Alexander Gustafsson, justamente o oponente que mais deu trabalho ao norte-americano.”Eu treinei para a luta, mas eu definitivamente tinha essa coisa de me sentir invencível. E fiz muitas coisas doidas a caminho daquela luta. Eu definitivamente não dei o meu máximo. Eu realmente fui a festas, bebi e fiquei acordado noites inteiras”, concluiu o lutador.

Jon Jones recebeu uma suspensão de um ano após ter sido flagrado em um exame antidoping surpresa pouco antes da luta que faria no UFC 200, em julho. A punição foi aplicada a Jones de maneira retroativa, referente à data em que seu exame teve o resultado divulgado. Assim, o campeão interino dos meio-pesados estará totalmente liberado para voltar a lutar em julho de 2017.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments