Dana diz que Jon Jones não irá mais liderar um evento do UFC

Presidente do UFC alega que Jones já deixou muitos cards de ultima hora, o que teria rendido prejuízos milionários à organização

Segundo White (dir.), Jones (esq.) não irá mais liderar um card do UFC Foto: Divulgação

Segundo White (dir.), Jones (esq.) não irá mais liderar um card do UFC Foto: Divulgação

Os últimos dias não têm sido fáceis para Jon Jones. Após ser suspenso por um ano por ter sido flagrado em um exame antidoping surpresa e ter sido destituído do posto de campeão interino dos meio-pesados, agora foi a vez de Dana White, presidente do UFC, anunciar que enquanto Jones não apresentar uma mudança radical em seu comportamento, ele nunca mais irá liderar um evento do UFC.

Veja Também

White estima: Jones perdeu US$ 20 milhões com problemas pessoais
UFC tira cinturão interino de Jon Jones após suspensão por doping
Suspenso por um ano, Jones diz estar feliz com punição recebida
Jones pega suspensão de um ano após cair no doping

“Eu jamais vou correr o risco de colocar o Jon Jones como atração principal de um evento novamente. Eu coloco ele no card. Mas eu não colocaria ele como evento principal até que ele tenha uma mudança consistente. Milhões de dólares são gastos e para um card cair… quantos cards não foram estragados porque o Jon Jones se meteu em algum problema? Então, ainda não estou pronto para fazer isso”, declarou Dana, em entrevista ao programa de rádio ‘Siriux XM’ (EUA).

A punição de Jones foi divulgada na última segunda-feira (7), e é referente a um exame antidoping surpresa realizado em julho deste ano, pouco antes da luta que faria no UFC 200, contra Daniel Cormier. Dois dias depois, na quarta-feira (9), o próprio Dana White anunciou que o Ultimate havia retirado o cinturão interino dos meio-pesados de Jon Jones.

Essa foi a segunda vez que Jones tem o cinturão da categoria retirado após situações fora do octógono. A primeira ocorreu em abril de 2015, quando se envolveu em um acidente automobilístico e fugiu sem prestar socorro a vítima, uma mulher grávida.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments