Jones pega suspensão de um ano após cair no doping

Gancho de campeão interino é aplicado de forma retroativa, o que significa que ele estará livre para lutar em julho de 2017

Jones (foto) enfrentaria Cormier no UFC 200: Josh Hedges/UFC

Jones (foto) enfrentaria Cormier no UFC 200: Josh Hedges/UFC

Jon Jones recebeu uma suspensão de um ano após ter sido flagrado em um exame antidoping surpresa pouco antes da luta que faria no UFC 200, em julho. O norte-americano foi a julgamento nesta segunda (7), em Las Vegas (EUA).

Veja Também

Vídeo: Jon Jones é finalizado por menina em evento de submission
Advogado diz que agência confirmou suplemento contaminado de Jones
Confiante na inocência, Jones avisa rivais: ‘Perderam de mim de forma justa’

A punição será aplicada a Jones de maneira retroativa, referente à data em que seu exame teve o resultado divulgado. Assim, o campeão interino dos meio-pesados estará totalmente liberado para voltar a lutar em julho de 2017.

Durante o julgamento, Jones alegou que ingeriu um comprimido de um estimulante sexual pouco antes de ter feito o exame. A Agência Antidoping dos Estados Unidos (USADA), parceira do UFC, realizou testes no medicamento e comprovou que, de fato, tratava-se de algo contaminado.

Mesmo assim, os comissários de Nevada julgaram que o lutador foi “displicente” no episódio, o que resultou na punição máxima que estava prevista pelo regulamento, levando em conta o tipo de substância que foi detectada.

Jones foi retirado em cima da hora do UFC 200, quando enfrentaria Daniel Cormier pelo cinturão definitivo da categoria. Na ocasião, o atleta foi flagrado com clomifeno e Letrozole, ambos bloqueadores de estrogênio. Como não se tratam de substâncias que proporcionam o ganho direto de performance, a punição prevista pelo regulamento era ligeiramente mais branda que o convencional.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments