Confiante na inocência, Jones avisa rivais: ‘Perderam de mim de forma justa’

Irritado com críticas, norte-americano manda recado aos demais lutadores e destaca que esteroides nunca o ajudaram

J. Jones (foto) confia em sua inocência. Foto: Josh Hedges/UFC

J. Jones (foto) confia em sua inocência. Foto: Josh Hedges/UFC

Confiante em sua inocência no caso de doping no qual está envolvido, Jon Jones mandou um recado aos demais lutadores da categoria dos meio-pesados do UFC. O campeão interino garantiu que não foram substâncias proibidas que o ajudaram a vencer suas lutas dentro do octógono.

Veja Também

Advogado diz que agência confirmou suplemento contaminado de Jones
Vídeo: Jon Jones é finalizado por menina em evento de submission
Jones solta o verbo e detona Cormier e Johnson

Jones enfrentaria Daniel Cormier pelo cinturão definitivo da divisão em julho, no UFC 200. No entanto, o norte-americano foi retirado do combate em suas vésperas após ter sido flagrado com bloqueadores de estrogênio em um exame antidoping pré-luta.

Nesta semana, o advogado de Jones revelou que a Agência Antidoping dos Estados Unidos (USADA) confirmou que as substâncias proibidas foram encontradas em um suplemento contaminado ingerido pelo lutador. Caso isso se confirme, a suspensão de Jones poderá ser reduzida drasticamente.

Assim, Jones foi ao Twitter para escrever uma mensagem dirigida aos seus adversários. “É isso mesmo, categoria dos meio-pesados. Isso significa que vocês levaram uma surra de mim de forma justa. Eu ouvi todas as entrevistas de vocês. Esteroides não me deram a crença de que eu sou o filho da mãe mais malvado do planeta. Não me deram a garra para arrancar vitórias nos últimos minutos de lutas pelo cinturão. Esteroides nunca dão inteligência para lutar, não te deixam mais técnicos. Não me deram a ideia de estabelecer uma meta, seguir meus sonhos e ralar todos os dias na academia. Sei que fiz por merecer cada pedaço do meu sucesso, cada luta que venci. Saber disso me ajuda a não me preocupar quando as coisas ficam difíceis. Sou mais do que um conquistador. Eu tenho o que é preciso para vencer”, escreveu.

O caso de doping envolvendo Jon Jones será julgado no dia 31 de outubro pela Comissão Atlética de Nevada, em Las Vegas (EUA).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments