White estima: Jones perdeu US$ 20 milhões com problemas pessoais | SUPER LUTAS

White estima: Jones perdeu US$ 20 milhões com problemas pessoais

Presidente do UFC acredita que lutador, suspenso até 2017, também causou grandes danos ao seu legado

Jones foi um dos flagrados pela nova política antidoping do UFC. Foto: Divulgação/UFC

Jones foi um dos flagrados pela nova política antidoping do UFC. Foto: Divulgação/UFC

O presidente do UFC, Dana White, estima que Jon Jones tenha perdido dezenas de milhões de dólares devido aos problemas nos quais se envolveu nos últimos dois anos e que o deixaram fora de atividade.

Veja Também

Jones, que em 2011 se tornou o atleta mais jovem a conquistar um título linear no UFC, aos 23 anos, lutou apenas uma vez de fevereiro de 2015 para cá. Segundo White, caso o lutador tivesse se mantido na ativa neste período, seus rendimentos financeiros teriam sido significativamente maiores.

“Se ele tivesse continuado lutando, se mudado para os pesados e disputado o título por lá, teria sido algo enorme. Ele poderia ter lucrado de US$ 15 milhões a US$ 20 milhões (R$ 47 mi a R$ 63 mi na cotação atual)”, estimou o dirigente, em entrevista ao programa “The Dan LeBatard Show”.

White acredita que, além dos prejuízos financeiros, Jones também causou danos ao seu legado. “Ele definitivamente poderia ficar marcado como um dos maiores de todos os tempos. Neste tempo em que ele ficou afastado, ele poderia ter defendido o cinturão por mais algumas vezes. Mas, quando se faz o que ele fez, é preciso pagar um preço”, opinou.

Em abril de 2015, Jones foi suspenso pelo UFC após se envolver em um acidente de trânsito e fugir da cena sem prestar socorro à vítima, uma mulher grávida. Já em julho deste ano, nas vésperas do UFC 200, o norte-americano foi retirado de ação após falhar em um exame antidoping. Suspenso até julho de 2017, Jones não luta desde abril deste ano, quando bateu Ovince St. Preux.

Podcast #017: Qual o tamanho da vitória de Anderson Silva sobre Julio Cesar Chavez Jr no Boxe?

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments