Dana White dá prazo para liberar McGregor contra Mayweather

Presidente do UFC precisa liberar irlandês oficialmente para lutar boxe antes de negociar com multicampeão de boxe

Dana quer resolver pendências com McGregor Foto: Reprodução/Youtube

Dana quer resolver pendências com McGregor Foto: Reprodução/Youtube

O presidente do UFC, Dana White, revelou que tem um prazo estipulado para fechar as negociações entre o Ultimate e Conor McGregor, para que possa liberar o irlandês para lutar com Floyd Mayweather no boxe. O dirigente norte-americano acredita que, se resolver suas pendências com o campeão peso leve até o próximo domingo (14), então a luta tem tudo para acontecer.

Veja Também

Dana muda o tom e se diz indiferente a McGregor x Mayweather
Dana desiste de esperar por GSP e anuncia Bisping x Romero pelo cinturão

“Planejo ter isso finalizado até domingo (14 de maio) e, depois, passar para negociar com a equipe do Mayweather. Se conseguirmos fazer tudo isso até domingo, então essa luta pode realmente acontecer. Mas, mais uma vez, ainda tenho que negociar com eles. Não há qualquer garantia de que vamos chegar a um acordo. Acho que as chances de haver um acordo com McGregor são muito boas e espero, na segunda-feira, sentar para negociar com a equipe do Mayweather. Simplesmente, não posso continuar mexendo com isso. Preciso dirigir o meu negócio e me concentrar em todas as outras coisas que estão acontecendo”, comentou White, ao programa norte-americano “The Jim Rome Show”.

Antes de negociar com Floyd Mayweather, Conor McGregor precisa primeiro da liberação do UFC. Isso porque o contrato que o Ultimate faz com que os atletas prevê exclusividade em qualquer competição de arte marcial onde há trocas de golpes traumáticos. Por isso, lutadores do UFC são liberados para participar de competições de jiu-jitsu e grappling e não de muay thai e boxe. Por conta da magnitude de um duelo entre Conor e Floyd, Dana White já admitiu que pode liberá-lo, sob circunstâncias especiais.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments