Bisping desdenha de Aldo e diz que vitória de Holloway legitima cinturão dos penas

Atual campeão dos médios contestou o fato de Aldo ter reconquistado o cinturão logo após ser derrotado por McGregor

Bisping gostou da vitória de Holloway (Foto: Facebook/UFC)

Bisping gostou da vitória de Holloway (Foto: Facebook/UFC)

A vitória de Max Holloway sobre José Aldo no UFC 212, realizado no último sábado (03), no Rio de Janeiro, agradou outro campeão do UFC. O inglês Michael Bisping, atual detentor do cinturão peso médio, disse que a vitória do havaiano legitima novamente a divisão dos penas, uma vez que o inglês contesta o fato de Aldo ter voltado a ser campeão realizando apenas uma luta após ser nocauteado por Conor McGregor.

Veja Também

Vídeo: Holloway é recebido com festa no Havaí após vitória no UFC Rio
Após nocaute no UFC Rio, José Aldo recebe 45 dias de suspensão médica

“Eu acho que é fantástico o Holloway ter vencido, pois bota vida de novo na categoria até 66 quilos. Honestamente, José Aldo é um grande lutador, teve uma carreira fantástica, isso e aquilo, mas eu não comprei por um segundo o papo de que Aldo era o campeão dos penas. Me desculpe, mas ele foi nocauteado em 13 segundos, fez uma luta e era campeão de novo. Nunca comprei isso”, declarou Bisping em seu podcast ‘Believe You Me’.

Bisping também citou a derrota de Holloway para Conor, mas ressaltou que o duelo aconteceu há três anos. Para o inglês, a categoria dos penas volta a ter um campeão incontestável com Holloway no topo.

“Por outro lado, o Holloway estava invicto há 10 lutas e melhorando a cada luta. O Holloway o destruiu e agora podemos dizer que temos um campeão legítimo. Sim, ele perdeu pro Conor, mas a luta foi há três, quatro anos e o Holloway é um lutador diferente agora. Então, a categoria até 66kg agora tem um sólido, definitivo, incontestável campeão”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments