Holloway promete acabar com ‘conto de fadas’ de McGregor em revanche

Derrotado por McGregor em 2013, Holloway garante que derrotaria o irlandês em uma possível revanche entre os dois

Holloway perdeu para McGregor em 2013 (Foto: Reprodução/CombatePlay)

Holloway perdeu para McGregor em 2013 (Foto: Reprodução/CombatePlay)

Invicto há mais de quatro anos e 11 lutas, Max Holloway ainda não desistiu de vingar a última derrota de seu cartel. Superado por Conor McGregor em 2013, o atual campeão peso pena do UFC garante que o desfecho seria diferente em uma suposta revanche entre os dois. Confiante, o havaiano questiona as atuações recentes de Conor e se diz pronto para encerrar o ‘conto de fadas’ vivido pelo irlandês.

Veja Também

Vídeo: Werdum e Ferguson discutem em coletiva e quase brigam
Cormier ‘elege’ Oezdemir como seu próximo adversário no UFC

“É um conto de fadas.(…) Se quiserem que alguém acabe com o conto de fadas de Conor McGregor, eles sabem para quem ligar. Mas eles não querem. Preferem dar as mãos para ele e caminharem juntos rumo ao pôr do Sol. Eles são assim. (…) Todos se referem a ele como o campeão, mas seu cartel nas últimas quatro lutas é de duas vitórias e duas derrotas – e uma das vitórias é questionável. Esse cartel poderia muito bem ser de uma vitória e três derrotas, se quiséssemos ser bem honestos. Mas é o conto de fadas dele, que vai ser encerrado se ele me enfrentar e eu o vencer. Todo conto de fadas acaba, e esse, de McGregor ser o cara mais duro do planeta e coisas assim vai ser encerrado se ele me enfrentar e vir que as coisas não serão do jeito que ele pensa”, declarou Max, em entrevista ao programa ‘MMA Tonight on SiriusXM Rus’.

Embora coloque em xeque os últimos resultados de McGregor, Holloway faz questão de enaltecer as qualidades do rival. Sincero, o ‘Abençoado’ afirma não se incomodar com o estilo falastrão do atual campeão dos leves, ressaltando que os feitos conquistados por Conor são fruto de muito trabalho.

“A verdade é que McGregor fala muito, mas bancou tudo o que disse. Ponto para ele. Quando eu falo, não tenho a intenção de magoar ninguém, apenas exponho fatos, mostro os números dos meus adversários. Se alguém fica nervoso, é porque, no fundo, sabe que o que eu digo é verdade. Conor tenta sempre passar do limite, no estilo WWE. Esse é o jeito dele, e ele acha que está tudo bem. Ele consegue ser assim, eu, não. Tenho certeza que, se muita gente conseguisse ser assim, todos acabariam sendo. Mas não são todos que conseguem, então temos que respeitar que consegue. Eu prefiro mostrar de onde vim e como treino. Conor quer entrar na sua cabeça, e ninguém precisa ter raiva dele por isso. É a sua personalidade. Eu não sou um “hater”. Tenho respeito por Conor McGregor. Ele vem trabalhando duro, e conquistando o que deseja. É justo”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments